4 eventos ao vivo

Jardine minimiza pressão e diz que foco na Copinha é revelar jogadores

28 dez 2017
12h02
atualizado às 12h02
  • separator
  • comentários

O técnico André Jardine disputará em 2018 a sua terceira Copa São Paulo de Futebol Júnior pelo Tricolor. A despeito do mal momento vivido pelo time principal nos últimos anos, o treinador foca em cumprir a sua missão de revelar jogadores e minimiza a pressão sobre eles antes da disputa no torneio de base.

"Queremos ver o clube voltar a vencer e brilhar no cenário nacional, mas temos procurado fazer o nosso papel, que é fornecer o maior número possível de jogadores e também com qualidade", afirmou Jardine, após o treino da última quarta-feira, no CT de Cotia.

"A gente vem atingindo esse objetivo e as conquistas acabam apenas premiando o trabalho de toda uma estrutura, um investimento que o clube tem na base. Mas o principal é colocar meninos lá (no profissional), como temos feito, e torcer para o clube voltar a vencer, o que acho que vai acontecer num curto prazo", reiterou.

À frente do sub-20 do São Paulo desde fevereiro de 2015, Jardine já é multicampeão pelo clube. Falta, agora, o título da Copinha, da qual foi eliminado nas quartas de final e na segunda fase das edições 2016 e 2017, respectivamente. Vindo do título da Copa RS sobre o rival Palmeiras, o jovem treinador de 38 anos procura tirar o peso das costas da vitoriosa geração são-paulina.

"Temos o desejo de ganhar a Copa São Paulo, assim como as outras 131 equipes. Trabalhamos nas competições com o mesmo foco. A Copinha é mais uma que desejamos muito, mas procuramos canalizar a nossa ansiedade na preparação de cada treino e jogo. Acredito que é questão de tempo para termos uma grande campanha", refletiu.

Campeão nos anos de 1993, 2000 e 2010, o Tricolor ficará sediado em Ribeirão Preto durante a primeira fase da Copinha. Integrante do Grupo 10, estreia contra o Cruzeiro-DF, em 3 de janeiro, e depois encara Sergipe (6) e o anfitrião Botafogo-SP (9). Na avaliação de Jardine, o São Paulo entra como favorito na competição que servirá como aprendizado aos seus jovens comandados.

"O São Paulo sempre vai ser uma das equipes visadas na Copinha. Os adversários entram extremamente focados em nos marcar. É o peso de quem trabalha numa equipe grande como o São Paulo. Temos que superar e enfrentar sabendo que sempre seremos considerados um dos times favoritos", analisou.

"A Copinha tem o charme de ter torcida, isso muda demais o cenário de uma partida. Esperamos oportunizar aos meninos disputar o máximo de jogos possíveis nesse nível para prepará-los da melhor forma para o profissional", projetou Jardine.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade