0

Jair diz não ter medo de barrar medalhões no Santos: "Meritocracia"

2 mar 2018
08h14
atualizado às 08h14
  • separator
  • comentários

A meritocracia virou um jargão no futebol. A expressão significa o predomínio de quem tem mais mérito em um grupo. No Santos, parte da torcida entende que isso está em falta.

Não é de hoje que uma boa parcela dos santistas acredita que jogadores como Renato, David Braz e Victor Ferraz, capitães e líderes do elenco, merecem sair do time titular. Depois de Dorival Júnior, Levir Culpi e Elano, porém, eles foram mantidos com o técnico Jair Ventura no começo desta temporada.

Para tranquilizar o torcedor, Jair promete escalar quem estiver melhor tecnicamente e/ou fisicamente. Ele cita o exemplo de Jefferson, goleiro ídolo do Botafogo barrado por Gatito. O comandante entende que, no momento, os santistas ainda merecem a titularidade.

"A história não pode ser apagada, são líderes, mas se tiver alguém da posição em melhor momento, vai jogar. Não posso ser justo com um jogador e prejudicar uma instituição maior do que todos nós, sendo injusto com o elenco. Eu penso no Santos. No todo. Não em um ou dois. São importantíssimo, conto demais, mas falo em meritocracia. Não vou deixá-los jogando se tenho um melhor fora por causa de gestão. Vai jogar quem estiver melhor, isso independe de salário, poder dentro do grupo… Não tem jeito. Eu barrei o maior salário do Botafogo, de Seleção, o Jefferson. O grupo entendeu que Gatito estava no melhor momento. Sendo justo, ganha-se o grupo. Todos têm a melhor chance", disse Jair Ventura, em entrevista exclusiva à Gazeta Esportiva.

Na estreia da Libertadores, com derrota por 2 a 0 para o Real Garcilaso, no Peru, David Braz e Renato não atuaram bem. Victor Ferraz, que vivia má fase, se recupera de luxação no ombro direito e vem sendo substituído por Daniel Guedes. Outros atletas contestados por parte da torcida são Vecchio e Copete. Os gringos são titulares com Jair desde a primeira rodada do Campeonato Paulista.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade