0

Presidente do Santos ameaça Barça por "assédio" a Tailson

"Notificaremos o Barcelona sobre estar agindo com assédio e seremos implacáveis", disse José Carlos Peres

17 jul 2019
10h50
atualizado às 11h40
  • separator
  • 0
  • comentários

 

Tailson, meia-atacante sem vínculo com o Santos desde 19 de abril, acertou com o Barcelona B, como publicado pelo jornal "Sport", da Espanha, nesta quarta-feira (17). O presidente José Carlos Peres, porém, quer barrar o acordo na Justiça. O clube paulista tem a prioridade na primeira renovação do contrato profissional.

"Temos liminar na CBF e CNRD (Câmara Nacional de Resolução de Disputas). Notificaremos o Barcelona sobre es

O presidente do Santos, José Carlos Peres
O presidente do Santos, José Carlos Peres
Foto: MAURÍCIO DE SOUZA / Estadão Conteúdo

tar agindo com assédio e seremos implacáveis. Temos o amparo da lei na assinatura do segundo contrato", disse Peres, à Gazeta Esportiva.

O Santos registrou na CBF, em 8 de março, a proposta de renovação contratual de Tailson - vínculo até novembro de 2021, com salário base de R$ 20 mil. A oferta não animou os representantes do Menino da Vila e a negociação se arrastou.

De acordo com o Peixe, os empresários não cumpriram o prazo de 15 dias para resposta - o que pode caracterizar renovação tácita na Lei Pelé. Procurados, os agentes não responderam ao contato da reportagem.

O artigo 29 da Lei número 12.395 diz:

"§ 8º Para assegurar seu direito de preferência, a entidade de prática desportiva formadora e detentora do primeiro contrato especial de trabalho desportivo deverá apresentar, até 45 (quarenta e cinco) dias antes do término do contrato em curso, proposta ao atleta, de cujo teor deverá ser cientificada a correspondente entidade regional de administração do desporto, indicando as novas condições contratuais e os salários ofertados, devendo o atleta apresentar resposta à entidade de prática desportiva formadora, de cujo teor deverá ser notificada a referida entidade de administração, no prazo de 15 (quinze) dias contados da data do recebimento da proposta, sob pena de aceitação tácita.

§ 9º Na hipótese de outra entidade de prática desportiva resolver oferecer proposta mais vantajosa a atleta vinculado à entidade de prática desportiva que o formou, deve-se observar o seguinte:

I - a entidade proponente deverá apresentar à entidade de prática desportiva formadora proposta, fazendo dela constar todas as condições remuneratórias;

II - a entidade proponente deverá dar conhecimento da proposta à correspondente entidade regional de administração; e

III - a entidade de prática desportiva formadora poderá, no prazo máximo de 15 (quinze) dias, a contar do recebimento da proposta, comunicar se exercerá o direito de preferência de que trata o § 7o, nas mesmas condições oferecidas.

§ 10. A entidade de administração do desporto deverá publicar o recebimento das propostas de que tratam os §§ 7o e 8o, nos seus meios oficiais de divulgação, no prazo de 5 (cinco) dias contados da data do recebimento.

§ 11. Caso a entidade de prática desportiva formadora oferte as mesmas condições, e, ainda assim, o atleta se oponha à renovação do primeiro contrato especial de trabalho desportivo, ela poderá exigir da nova entidade de prática desportiva contratante o valor indenizatório correspondente a, no máximo, 200 (duzentas) vezes o valor do salário mensal constante da proposta".

Veja também:

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade