PUBLICIDADE

Presidente do Barcelona dá declaração polêmica sobre Neymar

Em entrevista a jornal catalão, Joan Laporta diz que brasileiro é 'refém do dinheiro' do PSG e afirma que volta do camisa 10 ao clube só aconteceria se fosse 'de graça'

25 mai 2022 19h50
| atualizado às 19h50
ver comentários
Publicidade

Passando por um momento financeiro delicado, o Barcelona não deverá fazer loucuras no mercado, como garantiu o presidente Joan Laporta. Em entrevista ao jornal "L'Esportiu", o dirigente afirmou que gostaria de ter Neymar novamente na equipe catalã, mas que o brasileiro "é refém do PSG".

Neymar tem contrato com o PSG até 2025 (Foto: ANNE-CHRISTINE POUJOULAT / AFP)
Neymar tem contrato com o PSG até 2025 (Foto: ANNE-CHRISTINE POUJOULAT / AFP)
Foto: Lance!

- Quem não gosta do Neymar? É um jogador excepcional, mas tem mais quatro ou cinco anos de contrato com o PSG. Ele está efetivamente refém do dinheiro. A única maneira de voltar é de graça. Seria irracional pagar uma taxa de transferência para um jogador que você já teve - disse Laporta.

Recentemente, diversos portais afirmaram que Neymar poderia deixar o PSG na próxima temporada com a renovação de Mbappé, mas o brasileiro declarou que pretende seguir na equipe parisiense.

Joan Laporta também comentou sobre a saída de Messi para o Paris Saint-Germain, no início da temporada. Segundo o mandatário, um retorno do argentino ao Camp Nou no futuro dependeria de uma avaliação da comissão técnica.

- Leo (Messi) saiu como saiu. Todos gostaríamos que ele terminasse sua carreira aqui, mas por causa das regras de fair play (da LaLiga) e por causa da oferta do PSG, não foi assim. Se quiser voltar um dia, teria que ser de graça. E a equipe técnica teria que decidir se ele se encaixa no novo projeto ou não - frisou.

Lance!
Publicidade
Publicidade