6 eventos ao vivo

Portugal vence a Holanda em casa e conquista a Liga das Nações

9 jun 2019
17h55
atualizado às 17h55
  • separator
  • 0
  • comentários

Festa portuguesa, com certeza! Neste domingo, Portugal sagrou-se o primeiro campeão da Liga das Nações da Uefa. Decidindo o título no Estádio do Dragão, no Porto, Cristiano Ronaldo e companhia tiveram ótima atuação, principalmente no primeiro tempo, e contaram com um gol de Gonçalo Guedes na segunda etapa para vencer a Holanda por 1 a 0 e erguer a taça diante de sua torcida.

Os primeiros 45 minutos foram de completo domínio português. Com posse de bola, a seleção lusa encontrou dificuldades para criar no início, mas envolveu a Holanda a partir dos 20 minutos, acumulando chances perdidas e tornando Cillessen um dos protagonistas. Bruno Fernandes e Cristiano Ronaldo foram os responsáveis pelas principais chances criadas.

O segundo tempo começou com outro cenário. Depois de se defender na primeira etapa, a Holanda buscou mais o jogo. Porém, acabou punida com um gol. Aos 15 minutos, Bernardo Silva rolou para Gonçalo Guedes, que da entrada da área chutou colocado e abriu o placar para Portugal. A partir de então, a Laranja assumiu o protagonismo, adotou uma postura mais agressiva, obrigou intervenções de Rui Patrício, mas não evitou o revés.

O JOGO

Portugal domina os primeiros minutos, mas cria pouco

Jogando em casa e com o apoio da maioria dos torcedores presentes no Estádio do Dragão, Portugal assumiu o protagonismo desde o apito inicial. Com maior posse de bola, o time luso controlava, mas parava na busca por espaços principalmente no último terço do campo. Dessa forma, apostou nos lançamentos em profundidade para Bernardo Silva e Cristiano Ronaldo, mas com pouco sucesso.

Com dificuldades, a alternativa lusa foi o arremate de longa distância. O primeiro a arriscar foi Bruno Fernandes, aos oito minutos, mas Cillessen apenas acompanhou a saída da bola pela linha de fundo. Cinco minutos depois, o camisa 16 repetiu a dose, William Carvalho tentou o desvio de cabeça, mas o arqueiro holandês fez boa defesa posicionado no meio do gol.

A pressão aumenta e Cillessen vira o nome da primeira etapa

Os minutos passaram e o domínio português foi aumentando. Enquanto a Holanda não criava problemas pela ampla falta de criatividade, os donos da casa colocaram cada vez mais atletas no campo ofensivo e foram para blitz em busca do gol. Aos 29, Bruno Fernandes arriscou de longe e Cillessen fez linda defesa. Na sequência, Cristiano Ronaldo testou e o goleiro defendeu. Por fim, Bruno tentou mais duas vezes consecutivas, ambas sem direção.

Participativo durante todo o primeiro tempo, Cristiano Ronaldo deixou bastante a área e caiu pelos lados na primeira etapa. Em uma dessas tentativas, aos 40 minutos, o camisa sete carregou da esquerda para o centro, tirou a marcação e emendou o chute, que desviou no meio do caminho e parou nas mãos do goleiro holandês.

Holanda equilibra o jogo, mas Portugal abre o placar

Depois de apenas se defender nos primeiros 45 minutos, a Holanda voltou para a segunda etapa disposta a igualar as forças. Apesar da falta de chances claras de ambos os lados, a partida ganhou em equilíbrio, com a defesa lusa mais participativa e obrigada a fazer intervenções. Do outro lado, Bernardo Silva tentava ditar o ritmo, mas com pouca efetividade.

Se a falta de oportunidades predominou nos primeiros 15 minutos, assim que eles foram completos Portugal criou sua primeira chance. E marcou seu gol. Após arrancada oriunda de um lateral, Bernardo Silva rolou para Gonçalo Guedes, que carregou para o meio e, da entrada da área, bateu colocado para o fundo da rede. Cillessen ainda tocou nela, mas não evitou o tento.

Atrás no placar, Holanda pressiona e Portugal se segura

Assim que saiu o gol português, a postura da Holanda, até então precavida, passou a ser muito mais agressiva. Na mesma proporção, Portugal deixou de lado a busca incessante pelo ataque para se aprimorar na metade para trás do campo. E foi assim que a Laranja criou sua primeira chance da partida aos 19 minutos. Após cruzamento na área, Depay testou para linda defesa de Rui Patrício.

Nos minutos finais, não faltou polêmica e nem emoção. Apostando tudo no ataque, a Holanda criou duas chances consecutivas, mas uma parou nas mãos de Rui Patrício e outra na má precisão. Ainda assim, em uma cobrança de escanteio, Ruben Dias se chocou com De Roon, os visitantes pediram pênalti, mas o árbitro mandou o jogo seguir. No fim, melhor para os lusos, que conquistaram o título.

FICHA TÉCNICA

PORTUGAL 1 X 0 HOLANDA

Local: Estádio do Dragão, Porto, Portugal

Data: Domingo, dia 9 de junho de 2019

Horário: 15h45 (de Brasília)

Árbitro: Alberto Undiano Mallenco (ESP)

Assistentes: Roberto Alonso (ESP) e Juan Carlos Yuste (ESP)

VAR: Alejandro Hernández (ESP)

GOL: Gonçalo Guedes, aos 15 minutos do 2T

Cartão amarelo: Dumfries (Holanda)

PORTUGAL: Rui Patrício; Semedo, Fonte, Rúben Dias e Raphael Guerreiro; William Carvalho (Ruben Neves), Danilo Pereira, Bruno Fernandes (João Moutinho); Gonçalo Guedes (Rafa Silva), Bernardo Silva e Cristiano Ronaldo

Técnico: Fernando Santos

HOLANDA: Cillessen; Dumfries, De Light, Van Dijk e Blind; De Jong, De Roon, Wijnaldum; Bergwijn (Van de Beek), Depay e Babel (Promes)

Técnico:

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade