2 eventos ao vivo

Jorge Jesus foi aconselhado a não assumir time no Brasil, diz jornal

27 abr 2019
18h01
  • separator
  • 0
  • comentários

Principal candidato da diretoria do Vasco para substituir Alberto Valentim e cotado para o Atlético Mineiro, o treinador Jorge Jesus parece cada vez mais diante do futebol brasileiro. Horas depois de revelar o plano do treinador português para viajar ao Rio de Janeiro e conhecer a estrutura do clube carioca, o jornal luso Record confirmou uma reviravolta na situação, com o comandante sendo aconselhado a não assumir equipes no Brasil.

Segundo a publicação, o empresário do treinador português, Pini Zahavi, aconselhou Jorge Jesus a não aceitar nenhuma proposta do futebol brasileiro e nem sequer da Arábia Saudita, indicando o interesse de clubes europeus em seus trabalhos no fim da temporada. Dessa forma, os destinos "apalavrados" do experiente comandante devem ganhar um novo status.

A mudança na situação, inclusive, teria sido motivada depois da investida do Al-Hilal, justamente o último clube de Jesus. Após a goleada sofrida para o Al Taawon FC por 5-0, o sheik teria ligado para o treinador e colocou um avião à disposição para buscá-lo na tentativa de uma recontratação.

Antes de dirigir a equipe árabe, Jorge Jesus fez sucesso no futebol português, dirigindo Benfica e Sporting, respectivamente. E o histórico, aliás, é considerado um possível entrave para um acerto com alguma equipe brasileira por conta do alto salário.

Primeiro a especular o treinador, o Vasco da Gama segue comandado por seu interino Marcos Valadares, assim como o Atlético Mineiro, que segue sob a tutela de Rodrigo Santana. O Galo, aliás, recebeu duas negativas das prioridades da diretoria, Tiago Nunes e Rogério Ceni. Ambos preferiram a permanência em seus respectivos clubes.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade