2 eventos ao vivo

Mourinho e Ederson discutiram em português no vestiário, diz jornal

10 dez 2017
22h28
atualizado às 22h28
  • separator
  • comentários

O clássico de Manchester foi movimentado dentro de campo, com a vitória do City por 2 a 1, mas não foi só dentro das quatro linhas que o jogo foi disputado. Após a partida, nos túneis do vestiário, houve discussão entre membros dos dois times.

De acordo com informações do jornal Daily Mail, o técnico do United, José Mourinho, não gostou da vibração dos atletas rivais após o triunfo. Considerando a comemoração exagerada e desrespeitosa, o comandante foi tirar satisfações.

O goleiro brasileiro Ederson, um dos destaques da vitória, não gostou do comportamento do treinador rival e começou uma discussão, com os dois se ofendendo na língua portuguesa. A briga precisou ser contida para não ficar pior.

Além da briga nos vestiários, Mourinho também foi enfático na entrevista coletiva após o revés. Além de reclamar de pênalti em Ander Herrera, em lance no qual a arbitragem mandou seguir, o português cutucou o City.

"Não sei dizer se o campeonato acabou, mas o City está jogando bem, possui um grande time. Além de estarem sendo protegidos pela sorte e pelas decisões ao seu favor, o que faz as esperanças diminuírem", afirmou o treinador.

Após o resultado do clássico, os azuis de Manchester foram a 46 pontos, abrindo 11 do United, ainda vice-líder. Logo atrás, vem o Chelsea, com 32. Após 16 rodadas, a equipe de Pep Guardiola e Gabriel Jesus soma 15 vitórias e apenas um empate, ainda na segunda rodada, contra o Everton.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade