0
Logo do Liga Europa
Foto: terra

Liga Europa

Napoli leva virada do Leipzig e se complica; Atlético goleia

15 fev 2018
20h02
atualizado às 20h14
  • separator
  • 0
  • comentários

A quinta-feira foi dia de as equipes eliminadas na Liga dos Campeões entrarem ação pela Liga Europa. Disputando a primeira fase do mata-mata da competição, o Napoli recebeu o Red Bull Leipzig no estádio San Paolo, em Nápoles, e acabou saindo de campo com o resultado negativo. Jogando com um time misto, os donos da casa saíram na frente, mas sofreram a virada e tiveram de se conformar com o revés por 3 a 1 diante de sua torcida. O gol dos napolitanos foi marcado por Ounas. Timo Werner (2) e Bruma e anotaram para os visitantes.

Foto: Reuters

Agora, o Napoli, que está priorizando o Campeonato Italiano, em que figura na primeira colocação, terá de superar os adversários no jogo de volta, marcado para a próxima quinta-feira, às 17h05 (de Brasília), na RB Arena, em Leipzig.

NAPOLI - Apesar de jogar fora de casa, o Red Bull Leipzig foi quem chegou com perigo pela primeira vez na partida. Aos 18 minutos, Yussuf Poulsen aproveitou cruzamento na área e mandou para o gol, porém, seu arremate acabou saindo à esquerda da meta rival. Dois minutos depois foi a vez de o Napoli responder com Callejón na entrada da área. O espanhol soltou uma bomba, mas o goleiro Gulasci estava ligado para fazer excelente defesa.

Daí em diante o Red Bull Leipzig dificultou a vida dos donos da casa em busca do gol e foram muito bem-sucedidos na proposta de não darem espaços ao Napoli, que, diferentemente do Campeonato Italiano, pecava em relação à dinâmica do jogo, sem o forte poderio ofensivo habitual, uma vez que Insigne e o ítalo-brasileiro Jorginho foram poupados por Maurizio Sarri.

A conversa do treinador napolitano no intervalo surtiu efeito, e os jogadores rapidamente colocaram em prática as orientações de seu comandante no segundo tempo. Aos seis minutos, Adam Ounas recebeu grande passe e chutou cruzado, rasteiro, para vencer o goleiro adversário e estufar as redes no estádio San Paolo, no Sul da Itália. Cinco minutos depois o Red Bull Leipzig por pouco não empatou com Poulsen, que recebeu dentro da área e tocou na saída de Reina, porém, o goleiro espanhol acabou defendendo com os pés, salvando a equipe celeste.

O empate não veio com Poulsen, mas veio com Timo Werner. Provável convocado pela seleção alemã para a Copa de 2018, o jovem atacante provou sua eficiência ao aproveitar o corta-luz de Poulsen, dominar e bater de bico no canto direito de Reina, que desta vez não conseguiu manter a vantagem do Napoli. Mais confiantes, os alemães não pararam por aí e, aos 29 minutos, viraram a partida com Bruma, que recebeu ótimo passe de Poulsen para apenas empurrar para o fundo do gol. Não satisfeitos, os visitantes ainda marcaram o terceiro, aos 48 minutos, em contra-ataque mortal. Timo Werner recebeu passe açucarado de Forsbersg e bateu certeiro para matar o jogo.

ATLETI - O Atlético de Madrid dominou o primeiro tempo. Aos dois minutos, Gameiro recebeu bom passe dentro da área, mas o goleiro rival fez excelente defesa. Logo em seguida, foi a vez de Saúl Ñíguez mandar por cima do travessão. A pressão colchonera continuou com Griezmann, que tirou tinta da trave esquerda e, posteriormente, obrigou Olsen a novamente fazer um bloqueio providencial na meta do Copenhagen. Como diz o ditado, quem não faz, leva, e os dinamarqueses aproveitaram a sequência de lances desperdiçados dos espanhóis para balançarem as redes com Viktor Fischer, de calcanhar, aos 15 minutos.

Foto: Reuters

Atrás no placar, o Atlético de Madrid, ciente de sua superioridade, não se abalou a conseguiu deixar tudo igual aos 21, com Saúl Ñíguez. O meia recebeu ótimo cruzamento dentro da área e cabeceou certeiro para balançar as redes. Antes de irem para o intervalo, os Colchoneros conseguiram a virada aos 37 minutos com Gameiro, que saiu na cara do gol e bateu forte no canto direito, sem chances a Olsen.

Já no segundo tempo coube ao Atlético de Madrid apenas manter a toada para, naturalmente, transformar o triunfo em goleada e encaminhar a classificação às oitavas de final da Liga Europa. Aos 26 minutos, Griezmann, que não havia tido sorte em suas conclusões a gol na etapa inicial, enfim, desencantou com um chute forte no canto esquerdo do goleiro. Seis minutos depois foi a vez de Victor Vitolo ser oportunista, aproveitando o rebote dentro da área e arrematando de maneira certeira para marcar o quarto gol do Atlético de Madri e fechar os trabalhos na capital da Dinamarca.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade