3 eventos ao vivo

Ronald Koeman não considera Barcelona favorito à conquista da Liga dos Campeões

Time catalão estreia nesta terça contra o Ferencvaros, da Hungria, em duelo válido pelo Grupo G

19 out 2020
12h12
atualizado às 12h27
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O holandês Ronald Koeman não considera o Barcelona favorito à conquista da Liga dos Campeões, competição que o time espanhol faz sua estreia na fase de grupos, nesta terça-feira, diante do Ferencvaros, da Hungria, em duelo válido pelo Grupo G. Em entrevista coletiva, nesta segunda-feira, o treinador falou de sua expectativa no comando da equipe.

"Quando você representa o Barcelona você sempre quer lutar por títulos, seja no Campeonato Espanhol ou na Liga dos Campeões. Nós não somos os favoritos, mas podemos ir longe", disse Koeman, lembrando que a equipe espanhola, campeã em 2015, tem sofrido eliminações nas semifinais, o que causaram frustrações no craque Lionel Messi e seu desejo de mudar de clube.

Sabedor que esta pode ser a última temporada de Messi pelo Barcelona, pois seu contrato termina no fim da temporada, Koeman preferiu minimizar a fraca atuação do seu camisa 10 na derrota para o Getafe, sábado, pelo Espanhol.

"No momento, você poderia dizer que seu desempenho pode ser melhor, mas quando você o vê no dia-a-dia, ele sempre está feliz, quer jogar sempre e ser o capitão do time. Eu não tenho nenhuma reclamação ou dúvida sobre o seu esforço", afirmou Koeman.

O técnico não quis pensar no clássico diante do Real Madrid, sábado, pela competição nacional. Seu foco é o confronto com o Ferencvaros. "Sabemos que não será um jogo fácil. Montaremos uma equipe forte. O jogo de sábado não é importante agora. O importante é o jogo de amanhã (terça-feira). Será uma partida difícil, pois não há adversário fácil hoje em dia."

Koeman ressaltou que a vitória na primeira rodada disputada em casa é uma obrigação para o time que prevê a classificação para as oitavas de final. "É sempre importante ganhar a primeira, especialmente ao atuar em seu campo", disse o treinador, que não poderá contar com o goleiro Marc-Andre ter Stegen, o lateral Jordi Alba e o zagueiro Samuel Umtiti.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade