0
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

Pochettino lamenta pênalti marcado contra o Tottenham aos 24 segundos de jogo

Gol no início do confronto facilitou a vida do Liverpool na final da Liga dos Campeões

1 jun 2019
22h46
atualizado às 22h46
  • separator
  • comentários

Maurício Pochettino perdeu uma grande chance de conquistar o maior título da história do Tottenham ao ver sua equipe cair diante do Liverpool por 2 a 0, na final da Liga dos Campeões, neste sábado, em Madri. O treinador argentino, celebrado por transformar o estilo de jogo do time londrino, com uma forma de jogo agressiva e de alta pressão, ficará mais uma vez sem troféus, mas não sem demonstrar descontentamento com a arbitragem.

Enquanto os jogadores do Liverpool celebravam a vitória no meio do campo do Wanda Metropolitano, Pochettino retirava do pescoço a medalha de prata recebida após a partida e, em seguida, correu para os vestiários.

Em seguida, o treinador se disse "decepcionado" com o pênalti marcado pelo árbitro esloveno Damir Skomina, logo aos 24 segundos de jogo. "Antes da partida, havíamos falado que o importante é ganhar, e não como se joga. E este pênalti contra nós mudou os planos. Ficou difícil jogar depois daquele momento", comentou o argentino.

O treinador de 47 anos se tornou respeitado no clube ao mudar a mentalidade do Tottenham depois da chegada a Londres, há cinco anos, transformando-o em um time dos mais competitivos e guiando seus comandados a uma memorável campanha na Liga dos Campeões.

Ainda assim, lamentou o resultado de Madri. "Uma final é para ser vencida, e não se trata de quem merece ou como se joga. O que importa é ganhar, pois ninguém vai se lembrar se merecemos mais a vitória ou não", insistiu, mas não sem exaltar a "excelente temporada" de seus comandados.

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade