0
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

Liga dos Campeões tem 2ª final inglesa e vê Ajax perder chance de ir à 7ª decisão

Tottenham vai decidir torneio com o Liverpool após vencer holandeses, de virada

8 mai 2019
19h50
atualizado às 21h50
  • separator
  • comentários

Com as heroicas classificações de Liverpool e Tottenham à final da Liga dos Campeões, pela segunda vez na história a competição terá uma decisão entre dois clubes ingleses. Dois times do país avançaram à luta pelo título continental apenas na edição 2007/2008 do cobiçado torneio, quando o Manchester United levou a melhor sobre o Chelsea para ficar com a taça.

Naquela decisão realizada há 11 anos, o time então comandado por Alex Ferguson triunfou nos pênaltis após empate por 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação. Com a bola rolando, Cristiano Ronaldo abriu o placar para o United, mas Lampard empatou para a equipe de Londres ainda na etapa inicial da partida realizada em 21 de maio de 2008.

O astro português chegou a desperdiçar a sua penalidade na disputa que terminou com vitória por 6 a 5 sobre a equipe de Londres. Antes disso, o zagueiro Terry teve a oportunidade de garantir o título ao Chelsea após o erro do atacante, mas escorregou em sua cobrança e não a converteu em gol. E outro vilão daquele vice-campeonato foi o francês Anelka, que parou na defesa do holandês Van der Sar que deu a taça ao United.

O Liverpool jogará pela nona vez a final da Liga dos Campeões e buscará o seu sexto troféu continental, depois de ter erguido o mesmo em 1977, 1978, 1981, 1984 e 2005. A equipe também amargou derrotas na decisão em 1985, 2007 e 2018. No último revés, sofrido na edição passada do torneio, caiu por 3 a 1 diante do Real Madrid, na Ucrânia.

Já o Tottenham disputará pela primeira vez em sua história a partida que vale o título europeu. E obteve este objetivo de maneira incrível, com três gols do brasileiro Lucas Moura, na surpreendente vitória por 3 a 2 sobre o Ajax, de virada, nesta quarta-feira, em Amsterdã, depois de ter perdido o duelo de ida da semifinal por 1 a 0, em Londres.

Um dia antes desta façanha da equipe do técnico Mauricio Pochettino, o Liverpool operou um "milagre" ao golear o Barcelona por 4 a 0, na Inglaterra, e reverteu a derrota por 3 a 0 que sofreu na semana passada, na Espanha, na partida de ida do mata-mata.

AJAX PERDE CHANCE

Ao cair diante do Tottenham com um gol sofrido aos 50 minutos do segundo tempo em um jogo no qual chegou a abrir vantagem de 2 a 0, o Ajax desperdiçou nesta quarta-feira uma ótima oportunidade de disputar a sua sétima decisão de uma Liga dos Campeões.

O time foi finalista pela primeira vez em 1969, quando acabou sendo goleado por 4 a 1 pelo Milan. Dois anos depois, a equipe conquistou o seu primeiro título europeu ao superar o Panathinaikos, da Grécia, por 2 a 0, na final. Com um triunfo pelo mesmo placar, o time holandês voltou a ser campeão ao passar pela Inter de Milão em 1972. E o histórico tricampeonato veio em 1973 com uma vitória sobre a Juventus por 1 a 0.

Naquele momento, a equipe do craque Johan Cruyff vivia a consagração do time que era a base do "carrossel holandês", como ficou conhecida a seleção do país que foi vice-campeã mundial nas Copas de 1974 e 1978.

E o Ajax voltaria a conquistar a Europa novamente em 1995, quando bateu o Milan por 1 a 0 na final. No ano seguinte, a equipe holandesa teve a chance de faturar o pentacampeonato europeu em uma nova decisão diante da Juventus, mas o clube italiano triunfou nos pênaltis após empate por 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação.

Foi em 1996, por sinal, que pela última vez um clube holandês foi à final da Liga dos Campeões. Além das seis participações do Ajax em decisões continentais, um time do país também esteve presente na luta pelo título em outras duas ocasiões: em 1970, quando o Feyenoord ficou com a taça ao superar o Celtic, da Escócia, por 2 a 1, e em 1988, ano em que o PSV Eindhoven garantiu a taça nas penalidades após empate por 0 a 0 com o Benfica na decisão.

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade