PUBLICIDADE

Federação turca lamenta cancelamento da final da Liga dos Campeões em Istambul

'Continuamos em conversações com a Uefa. Eles comunicaram de imediato a decisão de organizar outras competições em Istambul', disse a TFF

14 mai 2021 10h20
| atualizado às 10h20
ver comentários
Publicidade

A Federação Turca de Futebol (TFF, na sigla em turco) lamentou nesta sexta-feira o cancelamento pela segunda vez de uma final da Liga dos Campeões da Europa em Istambul e revelou ter um acordo com a Uefa para receber na cidade as próximas competições. "Todos lamentamos que a celebração da final da Liga dos Campeões em Istambul seja adiada em dois anos consecutivos", disse Servet Yardimci, vice-presidente da TFF e membro da comissão diretiva da Uefa.

Na última quinta-feira, a entidade que comanda o futebol europeu decidiu que a final do próximo dia 29, que opõe os ingleses do Manchester City e do Chelsea, foi "transferida" para o estádio do Dragão, na Cidade do Porto, em Portugal, devido às restrições de viagens à Turquia impostas pelo Reino Unido por conta da pandemia do novo coronavírus.

"O Porto foi escolhido para substituir Istambul, no seguimento das dificuldades intransponíveis de viagens dos torcedores ingleses, tendo em conta que a Turquia integra a 'lista vermelha' do Reino Unido", explicou a Uefa, em relação às restrições existentes devido à pandemia da covid-19.

Na final no estádio do Dragão será permitida a presença de público, com, pelo menos, 12 mil torcedores, sendo seis mil de cada equipe.

Já na última temporada, a pandemia de covid-19 inviabilizou que Istambul recebesse a final, com a Uefa mudando o formato da Liga dos Campeões a partir das quartas de final, que foram disputadas em jogo único, assim como as semifinais, em Lisboa, capital de Portugal, nos estádios José Alvalade e da Luz. Este recebeu a grande final entre Bayern de Munique e Paris Saint-Germain, vencida pelos alemães.

"Continuamos em conversações com a Uefa. Eles comunicaram de imediato a decisão de organizar outras competições em Istambul, incluindo uma final da Liga dos Campeões", completou Servet Yardimci.

Estadão
Publicidade
Publicidade