1 evento ao vivo

Lara vence Independiente e assume liderança do grupo do Timão

1 mar 2018
21h15
  • separator
  • comentários

O Deportivo Lara é o líder do Grupo 7 ao fim da primeira rodada. Nesta quinta-feira, o time venezuelano recebeu o Independiente no Estádio Metropolitano de Lara e surpreendeu ao bater os atuais campeões sul-americanos por 1 a 0. O gol foi marcado logo no início da partida, aos 11 minutos, por Carlos Sierra, o mesmo que tirou uma bola dos rivais em cima da linha na etapa complementar para garantir os três pontos à sua equipe.

Com o resultado, o Deportivo Lara deixa para trás equipes muito mais tradicionais no continente. Corinthians e Millonarios, que também fazem parte do Grupo 7, não saíram do zero nesta quarta-feira e agora dividem a segunda colocação da chave, enquanto o Independiente amarga a lanterna.

Deportivo Lara e Independiente voltam a entrar em ação nos próximos dias 14 e 15 de março, respectivamente. Os venezuelanos visitam o Corinthians, em Itaquera. Já os argentinos recebem o Millonarios, em Avellaneda.

O jogo - Atual campeão da Sul-Americana, o Independiente viu os adversários não se importarem com o seu favoritismo e irem para cima, aproveitando o fato de estarem jogando em casa. Logo aos 11 minutos, o Deportivo Lara abriu o placar com Carlos Sierra. O camisa 14 aproveitou o cruzamento de Soto, fechando no segundo pau para completar, livre, para o fundo das redes.

Além do gol precoce dos donos da casa, o gramado ruim na Venezuela também atrapalhou o Independiente na noite desta quinta-feira. Ainda assim, os argentinos conseguiram manter a maior posse de bola na etapa inicial, porém, isso não foi suficiente para que o Rey de Copas pudesse chegar ao empate.

Antes de ir para o intervalo, o Deportivo Lara, aos 33 minutos, ainda teve a oportunidade de ampliar com Soto, que invadiu a área e bateu cruzado, exigindo uma ótima defesa de Campana em seu canto direito. Ao invés de segurarem o resultado parcial e tentarem matar o jogo no segundo tempo, os donos da casa não se acomodaram com a vantagem e, nos minutos finais, agrediram bastante o Independiente. A sorte dos argentinos é que os anfitriões acabaram pecando nas conclusões.

No segundo tempo o Deportivo Lara seguiu com a mesma estratégia: abusar da ligação direta e aproveitar a velocidade de seus atacantes de lado de campo para surpreender os adversários. O Independiente, por sua vez, optou por manter a cadência, no entanto, esbarrava no bom bloqueio defensivo dos donos da casa. Aos 16 minutos, contudo, Benítez recebeu livre na entrada da área e decidiu experimentar. O arremate do camisa 7, no entanto, acabou saindo à esquerda da meta defendida por Campana, saindo pela linha de fundo.

O Independiente respondeu aos 21 minutos, quando fez uma verdadeira blitz na área rival. Após a bomba de Sánchez Miño defendida por Salazar e algumas tentativas de finalização bloqueadas pelos defensores do Deportivo Lara logo em seguida, depois da cobrança de escanteio, Burrito aproveitou um dos rebotes para mandar para o gol, porém, Sierra apareceu de maneira providencial para tirar a bola em cima da linha e evitar o empate dos argentinos.

Já na reta final, aos 41 minutos, o Deportivo Lara teve a chance de matar o jogo. Ramirez arrancou em contra-ataque e tocou para Falcon, que, de dentro da área, acabou carimbando o travessão. No rebote, Ramirez ainda conseguiu ficar com a bola e novamente tocou para o camisa 9 da equipe, que desta vez teve o chute travado pela defesa do Independiente. A sorte dos venezuelanos é que seu sistema defensivo permaneceu impecável nos instantes derradeiros e freou o ímpeto dos argentinos para assegurar os três pontos.

Santa Fe x Emelec - Os flamenguistas não digeriram muito bem o empate em 2 a 2 com o River Plate, em casa, no entanto, nesta quinta-feira, tiveram motivos para comemorar. Recebendo o Emelec no estádio El Campín, o Santa Fe precisava fazer o dever de casa, ou seja, vencer os rivais diante de sua torcida para assegurar a liderança do Grupo 4, porém, não conseguiram sair do empate em 1 a 1, resultado perfeito para os rubro-negros, uma vez que agora todos possuem um ponto na classificação.

Jogando em casa e vindo de quatro participações consecutivas na Libertadores - são 11 no total -, o Santa Fe tratou de se impor diante do Emelec e conseguiu construir uma mínima vantagem no primeiro tempo. Embora tenham de mostrado melhores em campo, os colombianos só abriram o placar aos 42 minutos, quando Plata, pela esquerda, chutou cruzado, viu a bola bater nas costas de Salazar e voltar nos pés de Morelo, que pegou de primeira para estufar as redes.

Já no segundo tempo a conversa do técnico Alfredo Arias com seus atletas no intervalo surtiu efeito. Precisando correr atrás do prejuízo, o Emelec voltou a campo melhor e não demorou muito para reverter a superioridade em gols. Aos 12 minutos, Angulo aproveitou passe errado da defesa do Santa Fe, ganhou do zagueiro e bateu da entrada da área no cantinho, vencendo o goleiro rival. Daí em diante bastou aos equatorianos segurarem os donos da casa para voltarem a Guaiaquil com um ponto na bagagem.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade