PUBLICIDADE

Jogadores do Napoli relatam ofensas racistas após partida

Koulibaly, Zambo Anguissa e Osimhen foram alvos de ataques depois de vitória sobre o Fiorentina

4 out 2021 15h14
| atualizado às 15h29
ver comentários
Publicidade
Koulibaly abraçado com Osimhen: jogadores do Napoli foram alvos de racismo (Foto: Divulgação / Napoli)
Koulibaly abraçado com Osimhen: jogadores do Napoli foram alvos de racismo (Foto: Divulgação / Napoli)
Foto: Lance!

Líder do Campeonato Italiano com 100% de aproveitamento, o Napoli não tem só motivos para comemorar. Após a vitória sobre a Fiorentina, no último domingo, jogadores da equipe que lidera o campeonato relataram que foram alvos injúria racial.

Zagueiro do Napoli, o senegalês Kalidou Koulibaly afirmou nas redes sociais que foi chamado de "macaco" e pediu a exclusão destas pessoas dos estádios.

"Me chamaram de 'macaco fodi...'. Esses assuntos não têm nada a ver com o esporte. Essas pessoas devem ser identificadas e mantidas fora dos estádios para sempre", disse o defensor.

Segundo o jornal Gazzetta dello Sport, mais outros dois jogadores também sofreram com abusos raciais dos torcedores: o atacante Victor Osimhen e o meio-campista Zambo Anguissa. Também nas redes sociais, o centroavante nigeriano se manifestou.

"Fale com seus filhos, seus pais, faça-os entender como é nojento odiar um indivíduo por causa da cor de sua pele", disse Osimhen, que completou com "NÃO AO RACISMO" em letras maiúsculas.

Investigação

Após a acusação dos jogadores napolitanos, a Federação Italiana de Futebol (FIGC) abriu investigação sobre o caso e prometeu apurar os acontecimentos.

"O Ministério Público Federal, tendo obtido os relatórios de seus fiscais e ouvido o jogador, abriu uma investigação. Nas próximas horas, uma investigação mais aprofundada será realizada, obtendo-se os documentos relevantes da Sede da Polícia de Florença", disse a FIGC.

Além dos jogadores do Napoli, a Fiorentina condenou o caso. "A Fiorentina expressa a mais firme e dura condenação pelos episódios de racismo ocorridos ontem durante a partida contra o Napoli", limitou-se a dizerr.

Apesar das poucas palavras do clube, o gerente de futebol da Fiorentina, Joe Barone, afirmou que está colaborando com as autoridades e que os responsáveis deverão ser impedidos de entrar no Estádio Artemio Franchi.

"A Fiorentina já colocou à disposição da polícia todas as imagens de vídeo e todas as ferramentas em seu poder para que os culpados desses cantos indizíveis sejam identificados. Uma vez que as instituições responsáveis tenham identificado os culpados, caberá à própria Fiorentina proibir o acesso ao estádio, esperando o mesmo compromisso de todos os clubes, bem como a aplicação das regras que devem ser sempre as mesmas para todos", disse.

Prefeito de Florença, Dario Nardella também se pronunciou nas redes sociais e pediu desculpas pelo acontecimento. "Em nome de Florença, peço desculpas. Quem ontem ofendeu os jogadores do Napoli no estádio não representa a cidade e não representa a Fiorentina."

Lance!
Publicidade
Publicidade