2 eventos ao vivo

Itália marca nos acréscimos e derrota EUA no último compromisso do ano

20 nov 2018
19h49
atualizado às 19h49
  • separator
  • 0
  • comentários

Juntando os cacos após ser eliminada na Liga das Nações da Uefa, a Itália enfrentou os Estados Unidos em amistoso internacional, na Luminus Arena, em Genk, na Bélgica, e venceu por 1 a 0. Com amplo domínio durante toda a partida, os italianos conseguiram balançar as redes no último minuto de jogo e conquistam importante triunfo.

Com 74% de posse de bola, a Itália controlou todo o primeiro tempo e conseguiu quatro ótimas finalizações. Entretanto a seleção europeia não balançou as redes. Por outro lado, os norte-americanos praticamente não jogaram e o goleiro Sirigu não trabalhou em nenhuma oportunidade.

Na segunda etapa, a Azzurra permaneceu melhor, mas não conseguiu criar tantas oportunidades. Os comandados de Dave Sarachan tiveram duas ótimas oportunidades de saírem com a vitória, porém o italiano Sirigu fez boas defesas. Quando a partida se encaminha para um empate sem gols, a Itália marcou com Matteo Politano, no último minuto de jogo, aos 49 minutos do segundo tempo, e venceu pelo placar mínimo.

Com isso, as duas seleções encerraram os compromissos na temporada de 2018 e voltam a atuar apenas no ano que vem.

O jogo

Logo aos três minutos da etapa inicial, a Itália assustou pela primeira vez, com Federico Chiesa. Dentro da grande área, ele recebe um ótimo cruzamento e chutou rasteiro. Contudo, a finalização saiu sem força e o goleiro Ethan Horvath defendeu sem dificuldades.

Aos 19 minutos da primeira etapa, Leonardo Bonucci quase marcou o primeiro para a Azzurra. Após cobrança de falta, o zagueiro conseguiu um bom domínio e chutou forte no centro do gol, porém novamente Horvath fez uma bela defesa.

A seleção italiana voltou a atacar aos 39 minutos do primeiro tempo, com Domenico Berardi. O atacante, da entrada da área, bateu forte e exigiu uma grande defesa do goleiro norte-americano.

Já na prorrogação da etapa inicial, aos 46 minutos, Marco Verratti quase inaugurou o placar para os italianos. O volante cobrou falta no meio do gol e exigiu mais uma grande defesa de Ethan Horvath.

A primeira chance dos Estados Unidos surgiu apenas aos 19 minutos do segundo tempo, com Kellyn Acosta. Depois de cobrança de escanteio, o defensor subiu sozinho, porém Salvatora Sirigu fez ótima defesa.

A melhor chance da Itália aconteceu aos 37 minutos da etapa final, com Mattia De Sciglio. O lateral recebeu bom passe e chutou da entrada da área. A bola passou raspando o travessão e saiu.

Praticamente no último minuto de jogo, aos 45 minutos do segundo tempo, Romain Gall quase marcou para os Estados Unidos. O meia fez ótima jogada individual e chutou de média distância, mas Sirigu protagonizou um milagre e defendeu a bola.,

O gol da vitória italiana saiu aos 49 minutos do segundo tempo, com Matteo Politano. O atacante recebeu ótimo passe de Roberto Gagliardini, infiltrou a grande área e, cara a cara com o goleiro norte-americano, chutou forte para balançar as redes.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade