2 eventos ao vivo

Após racismo em jogador da Juventus, Bonucci dá declaração infeliz e Sterling rebate

3 abr 2019
09h36
atualizado às 09h36
  • separator
  • 0
  • comentários

Sem Cristiano Ronaldo, a Juventus teve o jovem Moise Kean mais uma vez como destaque da partida, marcando um dos gols da vitória da Velha Senhora diante do Cagliari por 2 a 0. No entanto, também mais uma vez um jogador negro foi vítima de insultos racistas enquanto exercia sua função. Segundo a imprensa italiana, Kean ouviu sons imitando macaco e objetos atirados em sua direção após comemorar em frente à torcida adversária.

Visualizar esta foto no Instagram.

The best way to respond to racism 🦍 #notoracism 🚫

Uma publicação compartilhada por K M B 9 🦍 (@moise_kean) em

Em suas redes sociais, o atacante rebateu as ofensas. "A melhor maneira de responder o racismo", com uma foto sua de braços abertos, comemorando o gol. Blaise Matuidi, também da Juve, apoiou o companheiro. "Bianco + Neri" (branco + negro, em tradução literal do italiano, as cores do time), com a mesma foto do jogador.

Porém, uma infeliz declaração de seu colega Bonucci, autor do primeiro gol da Juventus no jogo, vem causando desconforto. Ele afirmou, após a partida, que Kean teve "50% de culpa" por ter sido ofendido.

"Kean sabe que, se ele marca um gol, tem que comemorar com seus companheiros. Ele sabe que ele poderia ter feito algo diferente. Houve insultos racistas depois do gol, Blaise (Matuidi) ouviu e ficou irritado. Eu acho que ele tem 50% de culpa, porque Moise (Kean) não deveria comemorar diante da torcida adversária e os torcedores não teriam reagido dessa maneira. Nós somos profissionais, nós temos que dar o exemplo e não provocar ninguém", relatou em entrevista à italiana Sky Sport.

VEJA MAIS:

Gritos racistas interrompem duelo entre Cagliari e Juventus

Racismo marca vitória da Juve e Matuidi fica indignado com torcida local

Sua declaração não caiu bem. Na Inglaterra, por exemplo, Sterling, do Manchester City, também frequentemente alvo de insultos racistas, postou em suas redes sociais. "A culpa é 50-50, Bonucci? Tudo que eu posso fazer é rir", escreveu na função stories do Instagram.

Diferentemente de Bonucci, o técnico da Juventus, Massimiliano Allegri, aproveitou a entrevista coletiva para criticar os torcedores e cobrar uma punição, mas deu uma sutil indireta a Kean.

"Você precisa ser inteligente em lidar com essas situações para não provocar as pessoas, mas isso, obviamente, não significa que os idiotas na torcida e a reação deles seja justificada. Como tudo na vida, tem idiotas que fazem coisas ruins para todo mundo. Eu não acho que ficar falando disso o tempo todo ajuda. Nós precisamos usar as câmeras, encontrar quem faz isso e punir essas pessoas. É muito simples, identificar eles e banir pelo resto da vida, não só um ou dois anos", falou.

Bonucci volta atrás

Após a repercussão do caso, Leonardo Bonucci resolveu se pronunciar sobre o ocorrido nesta quarta-feira. Pelas redes sociais, ele postou uma imagem ao lado do jovem, ambos a serviço da seleção italiana. "Independentemente de tudo, em todo caso, não ao racismo", escreveu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade