2 eventos ao vivo

Vítima de racismo, Sterling vai às redes sociais e critica imprensa inglesa

9 dez 2018
13h57
atualizado às 13h57
  • separator
  • comentários

Um dia após ser vítima de ofensas racistas, proferidas por torcedores do Chelsea durante a partida deste sábado, no Stanford Bridge, Raheem Sterling, do Manchester City, usou suas redes sociais para se manifestar. Aproveitando a ocasião, o jogador de 24 anos de idade também criticou a imprensa britânica, que, segundo ele, trataria atletas negros e brancos de maneiras diferentes em suas matérias.

O atacante publicou um texto em que compara duas manchetes publicadas pelo jornal Daily Mail. Ambas tratam de jovens jogadores do City, um negro e um branco, que compraram uma casa para suas respectivas mães. Porém, segundo o camisa sete, as abordagens são diferentes.

Visualizar esta foto no Instagram.

Good morning I just want to say , I am not normally the person to talk a lot but when I think I need my point to heard I will speak up. Regarding what was said at the Chelsea game as you can see by my reaction I just had to laugh because I don't expect no better. For example you have two young players starting out there careers both play for the same team, both have done the right thing. Which is buy a new house for there mothers who have put in a lot of time and love into helping them get where they are, but look how the news papers get there message across for the young black player and then for the young white payer. I think this in unacceptable both innocent have not done a thing wrong but just by the way it has been worded. This young black kid is looked at in a bad light. Which helps fuel racism an aggressive behaviour, so for all the news papers that don't understand why people are racist in this day and age all i have to say is have a second thought about fair publicity an give all players an equal chance.

Uma publicação compartilhada por Raheem Sterling x 😇 (@sterling7) em

Na publicação sobre Tosin Adarabioyo, anglo-nigeriano de 21 anos de idade, o diário questiona o fato do atleta ter comprado uma casa sem ao menos ter estreado pelo profissional. Enquanto, na publicação sobre Phil Foden, de 18 anos, o tratamento foi bem mais "leve".

"Acho que é inaceitável. Ambos são inocentes, nunca fizeram algo errado. O jovem negro é visto da forma errada. Isto ajuda a alimentar o racismo e comportamentos agressivos. Se os jornais não entendem porque as pessoas são racistas hoje em dia, só tenho a dizer para terem uma outra ideia sobre dar igualdade de tratamento a todos os jogadores", escreveu Sterling.

A Federação Inglesa de Futebol já notificou que investigará as imagens captadas neste sábado e decidirá qual é a melhor a decisão a ser tomada. Sobre o ocorrido no Stanford Bridge, o atacante do City ironizou, desprezando por completo a atitude dos torcedores do Chelsea: "Sobre o que foi falado no jogo contra o Chelsea, como podem ver pela minha reação, não poderia fazer nada além de rir. Não espero algo melhor".

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade