1 evento ao vivo

United goleia lanterna, volta a vencer depois de quatro jogos e quebra jejum

8 dez 2018
15h03
  • separator
  • comentários

Precisando da vitória para se recuperar o mais rápido possível no Campeonato Inglês, o Manchester United recebeu o lanterna Fulham no Old Trafford, neste sábado, e aproveitou para mandar a crise para escanteio. Em duelo válido pela 16ª rodada, os Red Devils não tomaram conhecimento dos adversários no primeiro tempo e garantiram o triunfo pelo placar de 4 a 1.

Com o resultado, Mourinho e companhia espantam a crise e voltam a vencer depois de quatro jogos (uma derrota e três empates consecutivos). Além disso, os Red Devils encerram um jejum de nove meses sem vencer por mais de gols de diferença na Premier League e de mais de um ano sem golear.

Assim, a equipe vai a 29 pontos e sobe duas posições, ficando provisoriamente na sexta colocação, ainda podendo ter sua pontuação igualada pelo Everton, que só entra em campo na segunda-feira contra o Watford. O Fulham, por sua vez, fica com nove pontos e permanece na última posição da tabela.

Na próxima rodada, o United vai protagonizar aquele que deve ser o melhor jogo do fim de semana: os Red Devils visitam ninguém menos que o Liverpool no Anfield, às 14h (de Brasília), no domingo dia 16. O Fulham, por sua vez, entra em campo um dia antes, no sábado, quando recebe o West Ham, às 15h30 (de Brasília).

O jogo

Diante de um Old Trafford lotado na tarde deste sábado, o Manchester United começou o jogo indo para cima e pressionando o Fulham no seu campo de ataque. Os Red Devils tinham o controle da partida, enquanto os visitantes se viam encurralados, com dificuldade para sair jogando.

Com golaço, Young abre o marcador e quebra jejum

E com 13 minutos de bola rolando, a torcida fez a festa com um golaço de Ashley Young. Pela esquerda, o camisa 18 aplicou uma caneta em Odoi e bateu com muita categoria na bola para inaugurar o placar com um belíssimo gol. O tento foi ainda mais especial para o jogador, que não balançava as redes há mais de um ano.

A partida seguiu tranquila para os mandantes, que mantinham o jogo aparentemente sob controle. O Fulham até chegava na área, apostando especialmente em contra-ataques e lançamentos longos, mas não chegou a assustar o goleiro De Gea.

United amplia com Mata e Lukaku

A pressão dos Red Devils surtiu efeito mais uma vez. Aos 28 minutos, Lukaku recebeu de Rashford, invadiu a área pelo lado esquerdo e tocou para trás. Mata recebeu e com um lindo tapa na bola, marcou o segundo tento do confronto.

As chances de gol continuavam aparecendo, à medida em que a equipe de Mourinho tinha amplo domínio do duelo. Rashford quase marcou o terceiro aos 37, em cobrança de falta na intermediária, mas parou em grande defesa do goleiro Rico.

Cinco minutos depois, porém, a rede balançou novamente. Young cobrou escanteio curto para Mata, que tocou para Lingard e recebeu de volta em posição de impedimento. O espanhol cruzou para trás e Lukaku apenas teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol, deixando o United com a situação bem tranquila para a sequência do jogo.

O roteiro seguiu praticamente o mesmo na segunda etapa. Continuando com o domínio da partida, o United queria a goleada e partiu para cima desde os primeiros minutos. A diferença é que, desta vez, o gol demorou mais a sair. E foi ainda do outro lado.

Fulham diminui em cobrança de pênalti

Apesar da tranquilidade com que o United conduzia o jogo, a equipe não conseguia converter a superioridade em gols, desperdiçando algumas chances de estabelecer a goleada. E como diz o ditado, quem não faz…

Aos 20 minutos, Schurrle tocou para Kamara dentro da área, Ander Herrrera chegou de carrinho, e o árbitro marcou o pênalti. Na cobrança, o próprio Kamara foi para a bola e estufou a rede, diminuindo a diferença no marcador.

O gol parecia que iria incendiar o Old Trafford e colocar o Fulham de volta no jogo. No entanto, logo na sequência, Anguissa acabou recebendo o cartão vermelho de forma polêmica após falta em Rashford, o que complicou de vez a vida dos visitantes.

Dia dos golaços: Rashford dá números finais ao jogo

Os Red Devils sequer deram chances para o Fulham se animar e foram de vez para cima, pressionando até o final. E depois de o goleiro Rico salvar a equipe em algumas oportunidades, Rashford não perdoou. Aos 37 minutos, o camisa 10 carregou pela esquerda e soltou um chutaço direto para o gol. O goleiro vacilou e viu a bola morrer no fundo da rede.

Arsenal vence no fim

De olho na parte de cima da tabela, o Arsenal recebeu o Huddersfield no Estádio Emirates, em Londres, e precisou ter paciência para sair com a vitória. O gol saiu apenas aos 38 minutos do segundo tempo, dos pés do baixinho Torreira.

Com o resultado, os Gunners vão a 34 pontos e sobem provisoriamente para a terceira colocação, já que ainda podem ser ultrapassados por Tottenham e Chelsea, que ainda jogam neste sábado.

Confira outros resultados da rodada:

Bournemouth 0 x 4 Liverpool

Arsenal x Huddersfield

Burnley 1 x 0 Brighton

Cardiff City 1 x 0 Southampton

Manchester United 4 x 1 Fulham

West Ham 3 x 2 Crystal Palace

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade