PUBLICIDADE

Liverpool bate Everton e mantém rival no Z3 da Premier League

Gol saiu aos 16 minutos, com Robertson, que recebeu cruzamento de Mohamed Salah já de dentro da área, e só cabeceou para balançar as redes

24 abr 2022 14h37
| atualizado às 14h58
ver comentários
Publicidade
Liverpool x Everton
Liverpool x Everton
Foto: REUTERS/Phil Noble

Liverpool ganhou do rival Everton, em casa, por 2 a 0, neste domingo, 24, pela 34ª rodada do Campeonato Inglês. Andrew Robertson e Divock Origi marcaram os gols em Anfield.

Com o resultado, os Reds seguem na segunda posição da Premier League e somam 79 pontos - estão a um de distância do líder Manchester City. O time de Frank Lampard, por sua vez, tem 29 pontos e dorme na 18ª posição, abrindo a zona de rebaixamento, mas com um jogo a menos do que os seus adversários diretos.

O Liverpool retorna aos gramados na quarta-feira, às 16 horas (de Brasília), quando recebe o Villarreal pelo jogo de ida da semifinal da Liga dos Campeões. Já o Everton volta a campo no próximo domingo, às 10 horas, para enfrentar o Chelsea, em casa, pelo torneio nacional.

Como foi o jogo

O Liverpool, sob o comando de Jurgen Klopp, controlou o primeiro tempo, dominando a posse de bola e pressionando o Everton, treinado por Frank Lampard. No entanto, apesar da forte disputa, as duas equipes criaram poucas chances e foram para o intervalo com o placar inalterado.

O cenário dos 45 minutos iniciais permaneceu basicamente o mesmo na etapa complementar: mandantes com protagonismo em campo e visitantes se fechando na defesa, tentando explorar contra-ataques. Após a pressão, o gol do Liverpool saiu aos 16 minutos, com Robertson. O lateral recebeu cruzamento de Mohamed Salah, já de dentro da área, e só cabeceou para o fundo das redes.

Em desvantagem, o Everton partiu para cima do Liverpool e construiu algumas oportunidades, sobretudo por meio de cruzamentos. Porém, o time de Richarlison não conseguiu balançar as redes, e os Reds ainda ampliaram a vantagem aos 39 minutos. Origi aproveitou voleio de Luis Díaz e, também de cabeça, marcou o gol derradeiro do clássico.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade