PUBLICIDADE

Ídolo do futebol espanhol é preso por violência contra mulher

Javi de Pedro, 50 anos, que teve destaque com a camisa da Real Sociedad, deverá cumprir nove meses de prisão

12 jun 2024 - 12h09
(atualizado às 14h59)
Compartilhar
Exibir comentários
-
-
Foto: Twitter/@javidepedro10 - Legenda: Javi de Pedro, ídolo da Real Sociedad, é preso na Espanha aos 50 anos / Jogada10

A polícia espanhola prendeu o ex-jogador Javi de Pedro, ídolo da Real Sociedad, nesta terça-feira (11), por violência contra uma mulher. A corporação o deteve no seu local de trabalho, uma casa de sidra em Guipúzcoa, e o levou para Martutene, onde cumprirá nove meses de prisão.

O tribunal de San Sebastián, o Ertzaintza, emitiu um mandado de busca e prisão do ex-meio-campista, de 50 anos. Antes da captura, De Pedro chegou a mudar de endereço diversas vezes para tentar evitar a prisão, porém não teve êxito.

Recentemente, uma mulher apresentou outra queixa contra o ex-jogador também por agressão física. Ela afirma que teve fratura na ulna e no rádio de um braço (antebraço) e que passou por uma cirurgia.

Além da pena de prisão, por imposição do tribunal de San Sebastián, Javi de Pedro não poderá aproximar-se da sua vítima num raio de 300 metros ou da sua casa, local de trabalho ou outro local durante um ano e quatro meses.

Histórico de violência

De Pedro tem um histórico relacionado à violência de gênero. Em 2018, ele foi preso por ter agredido a companheira, mas foi libertado.

Antes disso, em 2010, a Justiça espanhola o condenou a uma pena de 51 dias de trabalho em benefício à comunidade. Na ocasião, ele fez constantes ameaças à ex-companheira, assim como insultos.

O jogador fez parte da surpreendente campanha da Real Sociedad, quando foi vice-campeã espanhola na temporada de 2002/03. Por fim, integrou o elenco da seleção espanhol, que disputou a Copa do Mundo de 2002, na Coreia do Sul e no Japão.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade