3 eventos ao vivo

Grupo H da Liga dos Campeões foi o que mais investiu no mercado

31 ago 2018
08h03
atualizado às 08h03
  • separator
  • 0
  • comentários

Após o sorteio dos grupos da edição 2018/19 da Liga dos Campeões, principal torneio de clubes da Europa, a Gazeta Esportiva fez um levantamento da quantia gasta pelos times com reforços na última janela de transferências. O Grupo H, que conta com Juventus, Manchester United, Valencia e Young Boys, da Suíça, foi o que mais investiu no mercado: cerca de 467 milhões de euros (R$ 2,273 bilhões) ao total.

A Velha Senhora, sozinha, gastou aproximadamente 257 milhões de euros. Muito por conta, é claro, da transferência de Cristiano Ronaldo, vindo do Real Madrid. Além dele, as contratações de João Cancelo, Douglas Costa e do zagueiro Bonucci também contribuíram para a estatística.

Presidente do PSG classifica grupo na Liga como o "mais difícil da história"

Agente de CR7 detona prêmio de melhor da Europa para Modric: "Ridículo"

Rivais da equipe italiana na chave, o Valencia investiu 125 milhões de euros nesta janela de transferências, seguido pelo Manchester United, que gastou 82,70 milhões de euros. O Young Boys, da Suíça, tirou do bolso "somente" 2,3 milhões de euros.

Em segundo lugar vem o Grupo C, formado por Paris Saint-Germain, Napoli, Liverpool e Estrela Vermelha. Ao total, a chave gastou 428 milhões de euros (cerca de R$ 2 bilhões), divididos em 172 para o PSG, 71 para o Napoli, 182 para o Liverpool e 3 para o Estrela Vermelha.

O alto valor investido pela equipe do brasileiro Neymar explica-se com a contratação de Mbappé. No negócio firmado entre PSG e Monaco, foi acordado que o primeiro ano da jovem estrela no clube francês seria um empréstimo, com compra obrigatória a partir desta temporada. Pelo Liverpool, o investimento nos brasileiros Alisson e Fabinho, além das contratações de Fabinho e Shaqiri, elevou o total gasto.

Por outro lado, o grupo que menos investiu foi a quinta chave, formada por Bayern de Munique, Benfica, Ajax e AEK. Surpreendentemente, foi a equipe holandesa que mais gastou: 41,65 milhões de euros, 16 só em Daley Blind, ex-Manchester United. Os bávaros, com uma política de transferências mais econômica, gastaram somente 10 milhões de euros, em uma única contratação: Alphonso Davies, revelação do Vancouver Whitecaps, da MLS.

Confira os valores:

Grupo A (Total: 335,50 milhões de euros):

Atlético de Madrid -> 123,50 milhões de euros

Borussia Dortmund -> 75 milhões de euros

Monaco -> 116 milhões de euros

Club Brugge -> 21 milhões de euros

Grupo B (Total: 225,15 milhões de euros):

Barcelona -> 125,90 milhões de euros

Tottenham -> Não gastou

PSV -> 211,75 milhões de euros

Internazionale -> 77,50 milhões de euros

Grupo C: (Total: 428 milhões de euros):

PSG -> 172 milhões de euros

Napoli -> 71 milhões de euros

Liverpool -> 182 milhões de euros

Estrela Vermelha -> 3 milhões de euros

Grupo D: (Total: 111 milhões de euros):

Lokomotiv -> 17 milhões de euros

Porto -> 33 milhões de euros

Schalke -> 53 milhões de euros

Galatasaray -> 8 milhões de euros

Grupo E: (Total: 79,93 milhões de euros):

Bayern de Munique -> 10 milhões de euros

Benfica -> 26,08 milhões de euros

Ajax -> 41,65 milhões de euros

AEK -> 2,2 milhões de euros

Grupo F: (Total: 130,84 milhões de euros):

Manchester City -> 71,19 milhões de euros

Shakhtar Donetsk -> 16,10 milhões de euros

Lyon -> 15,05 milhões de euros

Hoffenheim -> 28,50 milhões de euros

Grupo G: (Total: 285,55 milhões de euros):

Real Madrid -> 145,75 milhões de euros

Roma -> 136,60 milhões de euros

CSKA -> 3,20 milhões de euros

Viktoria Pilsen -> Não gastou

Grupo H: (Total: 466,90 milhões de euros):

Juventus -> 256,90 milhões de euros

Manchester United -> 82,70 milhões de euros

Valencia -> 125 milhões de euros

Young Boys -> 2,3 milhões de euros

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade