PUBLICIDADE

Deschamps afirma ter se surpreendido com decisão de zagueiro francês

15 out 2018 15h43
| atualizado às 16h04
ver comentários
Publicidade

Nesta segunda-feira, o técnico Didier Deschamps esteve na coletiva de imprensa para falar sobre o confronto entre França e Alemanha, válido pela Liga das Nações, mas uma das perguntas mais frequentes foi sobre a decisão do zagueiro Laurent Koscielny decidir se aposentar da seleção francesa. O comandante francês destacou que ficou surpreso com a notícia e lamentou não ter mais o defensor a disposição.

"Eu fiquei surpreendido com a decisão dele (Koscielny). Percebo que ele está desiludido após não ter ido para a Copa do Mundo, mas muitos mandaram mensagens de apoio, eu liguei após a lesão, dei conselho sobre qual médico ele poderia ir e arranjei uma maneira dele ir para a final da Copa do Mundo através de um avião presidencial. Fiz de tudo, mas parece que eu poderia ter feito mais", afirmou o técnico francês.

Logo após anunciar a aposentadoria da seleção francesa, no último fim de semana, Koscielny explicou porque tomou essa decisão e como se sentiu após ver seus companheiros de equipe levantando o título de campeão mundial após derrotar a Croácia na final.

"A vitória da França no Mundial me causou mais dano psicológico que minha lesão, isso é algo que não tenho como negar. Eu me senti muito feliz por eles, mas senti desgosto também. Não pude me sentir campeão do mundo, como seriam 60 milhões de franceses. É uma sensação muito estranha. Durante o Mundial, queria que a França se classificasse, mas ao mesmo tempo não queria, não sei explicar muito bem", destacou o zagueiro.

A lesão que tirou o defensor da Copa do Mundo realizada na Rússia aconteceu nas semifinais da Liga Europa, quando os torcedores do Arsenal lamentaram a eliminação para o Atlético de Madrid e ainda perderam um de seus principais jogadores por problema físico.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade