0

Real Madrid vence Atlético nos pênaltis e é campeão da Supercopa da Espanha

12 jan 2020
17h57
atualizado às 18h00
  • separator
  • 0
  • comentários

O Real Madrid se sagrou campeão da Supercopa da Espanha neste domingo, no estádio Rei Abdullah, na Arábia Saudita. Enfrentando o Atlético de Madrid na grande decisão do torneio que nesta temporada adotou o formato quadrangular, o time comandado pelo técnico Zinedine Zidane não saiu do 0 a 0 no placar ao longo dos 90 minutos e também da prorrogação, mas mostrou muita eficiência nas penalidades para vencer o rival por 4 a 1 e ficar com o título.

Carvajal, Rodrygo, Modric e Sergio Ramos foram os responsáveis por converter as cobranças de pênalti do Real Madrid. Saúl Ñíguez e Thomas PArtey desperdiçaram para o Atlético de Madrid, que contou apenas com o gol de Trippier na marca da cal.

A partida também marcou a nona conquista do técnico Zinedine Zidane, que venceu todas as nove finais que disputou no comando do Real Madrid, alcançando um feito impressionante como treinador merengue.

Real Madrid novamente levou a melhor sobre o rival Atlético de Madrid em uma final

O jogo - O Atlético de Madrid começou o jogo pressionando o Real Madrid e por pouco não abriu o placar logo nos primeiros minutos. Aos 13, João Félix aproveitou o vacilo de Sergio Ramos e bateu cruzado, mas mandou para fora. Já aos 19 foi a vez de Morata receber com espaço, ajeitar a mandar para fora.

O Real Madrid, por sua vez, só chegou com perigo na reta final do primeiro tempo. Aos 38, Mendy fez linda jogada, dando um drible da vaca em Trippier e batendo firme, mas o goleiro Oblak fez a defesa.

Já no segundo tempo os papéis se inverteram. Foi o Real Madrid quem começou a etapa complementar pressionando e logo aos dois minutos esteve próximo de abrir o placar com Jovic, que recebeu de Casemiro, foi conduzindo rumo ao gol, mas demorou muito e acabou desarmado. Aaos seis, novamente o atacante sérvio poderia ter balançado as redes após passe de Modric, mas mandou rente à trave de Oblak.

Depois, aos 21 minutos, Valverde acabou perdendo a melhor chance do jogo ao ficar com a sobra do cruzamento de Jovic, na pequena área, mas cabeceou o próprio joelho, deixando a bola passar.

Na prorrogação, a ineficiência das duas equipes se manteve. Tanto Atlético de Madrid quanto o Real Madrid tiveram boas oportunidades de evitar as cobranças de pênalti, contudo, não conseguiram reverter em gols. Desta maneira, a decisão teve de ser decidida na marca da cal.

Nas penalidades, Carvajal, Rodrygo, Modric e Sergio Ramos converteram suas cobranças, assegurando 100% de aproveitamento ao Real Madrid. Já o Atlético de Madrid acabou desperdiçando os dois primeiros arremates com Saúl Ñíguez e Thomas Partey. Apenas Trippier balançou as redes, e com isso o título da Supercopa da Espanha acabou ficando com os Merengues.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade