0

Se fechar com reforços pretendidos, Real gastará R$ 2 bi

Clube merengue desembolsará investimento bilionário na tentativa de fechar com cinco nomes

3 mai 2019
10h55
atualizado às 11h24
  • separator
  • comentários

Se o plano traçado para ter alguns reforços na próxima temporada de fato se concretizar, o Real Madrid desembolsará uma quantia exorbitante. Segundo o jornal espanhol As, o valor gira em torno dos 540 milhões de euros (R$ 2,37 bilhões) para ter cinco nomes.

O primeiro deles, já fechado, é o brasileiro Éder Militão, que foi comprado do Porto por 50 milhões de euros (R$ 220 milhões). Os outros nomes ainda são rumores, porém, vêm sendo frequentemente trazidos na mídia internacional como bem perto dos blancos. Os outros jogadores são Pogba, Hazard, Eriksen, Luka Jovic e Ndombele.

Técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, deve receber um pacotão de reforços para a próxima temporada
Técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, deve receber um pacotão de reforços para a próxima temporada
Foto: Reuters

Confira abaixo os possíveis gastos do Real para a temporada 2019/2020, segundo o As:

- Pogba (Manchester United): 150 milhões de euros (cerca de R$ 663 milhões);

- Hazard (Chelsea): 112 milhões de euros (cerca de R$ 495 milhões)

- Eriksen (Tottenham): 85 milhões de euros (cerca de R$ 375 milhões)

- Ndombele (Lyon): 80 milhões de euros (cerca de R$ 353 milhões)

- Jovic (Eintracht Frankfurt): 60 milhões de euros (cerca de R$ 265 milhões)

- Militão (Porto, já contratado): 50 milhões de euros (cerca de R$ 220 milhões)

Apesar desses nomes, os merengues preveem algumas alternativas caso alguma negociação não se concretize. É o caso de Donny van de Beek, do Ajax, que teria chamado atenção da diretoria e de Zidane por conta de suas atuações na Liga dos Campeões - ele seria, inclusive, mais barato que o jogador da lista acima, Paul Pogba: "apenas" 60 milhões de euros (cerca de R$ 265 milhões).

A temporada foi bastante irregular para o Real Madrid, que demitiu técnicos e teve o retorno de Zidane um ano após sua saída. Eles foram eliminados da Copa do Rei e da Liga dos Campeões, além de atualmente estarem na terceira posição do Campeonato Espanhol, já conquistado pelo Barcelona.

Veja também:

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade