PUBLICIDADE

Destaque nos Jogos Olímpicos, Richarlison é desejo do técnico do Real Madrid

Atacante brasileiro foi um dos principais atletas na disputa da Copa América que terminou com o vice-campeonato para o Brasil e iniciou Olimpíadas marcando três gols

22 jul 2021 11h22
| atualizado às 12h00
ver comentários
Publicidade

O atacante Richarlison começou as Olimpíadas com o pé direito. Pela primeira vez na carreira, o atleta do Everton anotou um Hat-Trick, quando o jogador faz três gols em uma mesma partida. E logo com a camisa da Seleção Brasileira. A boa fase do artilheiro do torneio não passa despercebida aos olhos dos grandes clubes europeus, principalmente do Real Madrid.

Richarlison marcou seu primeiro hat-trick na carreira (DANIEL LEAL-OLIVAS / AFP)
Richarlison marcou seu primeiro hat-trick na carreira (DANIEL LEAL-OLIVAS / AFP)
Foto: Lance!

Carlo Ancelotti, ex-comandante do brasileiro na equipe de Liverpool, e atual técnico do Real Madrid já pediu para que Florentino Pérez, presidente merengue, contratasse o seu talismã. O clube espanhol busca um atleta para atuar nos lados do campo, marque gols e faça uma boa parceria com Benzema e Richarlison pode ser o dono de todas estas questões.

Desde que deixou o Fluminense, em 2017, o camisa 10 da Seleção nos Jogos Olímpicos se consolida a cada ano no cenário europeu e no Campeonato Inglês. Já são quatro temporadas desfilando o seu talento nos gramados do futebol bretão, sendo um ano com a camisa do Watford e outros três com o fardamento do Everton.

E desde que aterrisou em Liverpool, o jovem de 24 anos vem marcando muitos gols e sendo a principal peça do elenco. Apesar da curta carreira e do fato de não ser um matador nato, Richarlison já realizou 119 partidas pelo Everton e anotou 42 gols.

Os bons números renderam uma vaga na Seleção principal comandada pelo técnico Tite. E o atleta formado no América-MG não decepcionou os torcedores brasileiros. Em 27 partidas, o atacante já marcou 10 tentos e se tornou um dos protagonistas na conquista do título da Copa América em 2018.

O início do sonho olímpico já iniciou e a busca pelo ouro se intensifica à medida que o Brasil vá avançando de fases. Mas talvez o maior ouro para Richarlison seja ganhar a oportunidade de atuar no maior clube do mundo. E a estreia nas Olimpíadas não poderia ser uma vitrine maior.

Lance!
Publicidade
Publicidade