0

Com Rodrygo, Santos será o clube com mais dinheiro em uma venda

14 jun 2018
12h41
atualizado às 12h42
  • separator
  • comentários

O Santos será o clube com mais dinheiro recebido em uma negociação na história do futebol brasileiro. O Peixe terá 40 milhões de euros (R$ 173 milhões) na venda de Rodrygo ao Real Madrid-ESP, a ser anunciada até o fim dessa semana. O atacante abriu mão de parte da transação para ficar com 5 milhões de euros (R$ 21,6 milhões), além de luvas pela assinatura do contrato. O total é de € 45 mi (R$ 195 milhões).

O alvinegro garante que não precisará pagar qualquer comissão a empresários e a diferença com os impostos ficará por conta da equipe espanhola. O Real pagará cerca de R$ 90 milhões à vista e o restante de forma parcelada. Não há gatilhos de premiação, prioridade por atletas ou acordo por amistosos.

A maior venda da história do futebol brasileiro foi a de Neymar para o Barcelona, em um total de 88,4 milhões de euros (R$ 322 milhões), mas o Santos ficou apenas com cerca de € 23,5 milhões (R$ 94 mi) na operação, incluindo premiações. A maior parte do valor ficou com o próprio atacante, hoje no PSG. O Peixe aceitou a proposta de 17 milhões de euros (R$ 49 mi), porém, teve de repassar 40% para a DIS e 5% para a Teisa, restando € 9 milhões (R$ 26 mi).

O Peixe firmou algumas cláusulas no contrato e recebeu 2 milhões de euros pela indicação de Neymar ao prêmio Bola de Ouro da FIFA, 8 milhões de euros pela prioridade de Gabriel, Giva e Victor Andrade e tem direito a 4,5 milhões de euros de multa pelo amistoso não realizado no Brasil (quantia que ainda não foi paga).

Vinicius Jr. foi negociado pelo Flamengo também para o Real Madrid pelos mesmos 45 milhões de euros (R$ 164 milhões, à época) de Rodrygo. Só que com os impostos e comissões para empresários, o Rubro-Negro ficou com cerca de R$ 100 milhões, mais de R$ 70 mi a menos do que o alvinegro.

Neymar (Santos para Barcelona, 2013): 88,4 milhões de euros (R$ 322 mi) - € 23,5 milhões para o Peixe;

Rodrygo (Santos para Real Madrid, 2018): 45 milhões de euros (R$ 195 mi) - € 40 milhões para o Peixe;

Vinicius Jr. (Flamengo para Real Madrid, 2017): 45 milhões de euros (R$ 164 mi) - € 27,5 milhões para o Rubro-Negro;

Lucas (São Paulo para PSG, 2013): 40 milhões de euros - R$ 146 milhões;

Gabriel Jesus (Palmeiras para Manchester City, 2016): 32 milhões de euros - R$ 117 milhões;

Oscar (Inter para Chelsea, 2012): 32 milhões de euros - R$ 117 milhões;

Denílson (São Paulo para Betis, 1998): 31,5 milhões de euros - R$ 115 milhões;

Bernard (Atlético-MG para Shakhtar, 2013): 25 milhões de euros - R$ 91 milhões;

Gabigol (Santos para Inter de Milão, 2016): 25 milhões de euros - R$ 91 milhões;

Robinho (Santos para Real Madrid, 2005): 25 milhões de euros - R$ 91 milhões;

Alexandre Pato (Inter para Milan, 2007): 22 milhões de euros - R$ 80 milhões.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade