1 evento ao vivo

Alex Telles e Militão marcam, Porto vence o Marítimo e retoma liderança

16 mar 2019
19h42
atualizado às 19h42
  • separator
  • 0
  • comentários

Chamados pelo técnico Tite para os amistosos da Seleção Brasileira contra Panamá e República Tcheca, Alex Telles e Éder Militão foram os "salvadores da pátria" para a retomada do Porto da condição de líder do Campeonato Português. Neste sábado, pela 26ª rodada, o lateral-esquerdo converteu a penalidade marcada no segundo tempo, o zagueiro deixou o seu de cabeça e Dragões venceram por 3 a 0 contra o Marítimo. Brahimi também deixou o seu.

Com os três pontos conquistados dentro do Estádio do Dragão, o Porto chegou aos 63 e, momentaneamente, ocupa a liderança do Português. Podendo retomar a condição, o Benfica entra em campo neste domingo para medir forças com o Moreirense.

Agora, ambos os times terão um bom tempo para corrigir os erros e aprimorar os acertos, já que por conta da Data Fifa as competições ficarão interrompidas. O Porto volta a ação apenas no próximo dia 31 para medir forças com o Braga, enquanto o Marítimo, no mesmo dia, terá pela frente o Nacional da Ilha da Madeira.

O JOGO

Os primeiros minutos da partida em pleno Estádio do Dragão foram agitados. Logo aos três, o árbitro João Capela assinalou pênalti a favor dos donos da casa após toque de Marega que desviou no defensor do Marítimo. No entanto, após consulta do VAR, a autoridade da partida voltou atrás na decisão e deu continuidade no jogo. Depois, aos seis, expulsou Lucas Áfrico, dos visitantes.

Aos poucos, o Porto foi tomando para si o domínio sobre seu adversário, principalmente com um jogador a mais. A má precisão, porém, marcou os Dragões. Em lances capitais, Marega, "Tiquinho" Soares e Otávio acabaram parando no goleiro Charles, que com intervenções providenciais manteve o 0 a 0 no placar.

Aos 32 minutos, o Porto criou boa chance, que terminou com nova polêmica. Após boa trama coletiva, a bola foi cruzada na cabeça de Danilo, que dividiu com o zagueiro René. O portista reclamou de toque na mão do adversário, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Depois, aos 46, Corona cruzou e Marega desviou para grande defesa de Charles.

Quem pensou que as polêmicas tinham acabado, ainda havia cota para o primeiro tempo. Aos 53 minutos, na sequência de um escanteio, Herrera acertou a trave e o rebote sobrou para Felipe, que tocou para Danilo, em posição irregular, colocar para o fundo da rede. No fim, sem o VAR, foi marcado o impedimento do meio-campista português do Porto.

Se houve algo que voltou com o Porto do intervalo foi o domínio. Assim como nos 45 minutos, os donos da casa seguiram criando uma série de chances até que, aos oito minutos, Soares se envolveu em dividida com Gamboa e a bola acabou desviando na mão do atleta do Marítimo dentro da área. Após consulta do VAR, a marca da cal foi confirmada e Alex Telles, com boa cobrança, colocou os Dragões na frente.

Os minutos foram passando, mas não a intensidade do Porto para criar chances e chegar o segundo gol, concretizado por Éder Militão aos 27 minutos. Depois de quase Alex Telles e o próprio Militão ampliarem, o zagueiro brasileiro subiu mais que a defesa na cobrança de escanteio e ampliou o marcador.

Ainda deu tempo, inclusive, de Brahimi fechar a conta. Logo após "Tiquinho" Soares parar na trave, o argelino fez o terceiro gol dos Dragões aos 43 minutos. Corona enfiou lindo passe em diagonal, o atacante cortou o zagueiro adversário e bateu com uma curva para colocar a bola no fundo da rede e ponto final na partida no Estádio do Porto.

Confira os outros jogos do Campeonato Português deste sábado:

Belenenses 2 X 2 Portimonense

Setubal 0 X 1 Braga

Guimaraes 3 X 1 Boavista

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade