0

Neymar reforça amor pelo futebol, mas revela já ter pensado em parar de jogar

15 jan 2021
21h53
atualizado às 21h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Principal nome do Paris Saint-Germain e da Seleção Brasileira, Neymar chama atenção dentro e fora de campo. Seja pelos gols, assistências e dribles nos gramados ao redor do mundo ou pelas polêmicas nos bastidores, o atacante está sempre sobre os holofotes da mídia. O jogador de 28 anos revelou, em entrevista a revista inglesa "Gaffer", que sabe o peso de ser um dos grandes atletas da atualidade e que já pensou em encerrar a carreira após momentos conturbados pelos quais passou.

"Eu nunca vou perder paixão pelo futebol, mas tive momentos em que quis parar de jogar. Uma vez, cheguei ao ponto de perguntar para mim se deveria continuar jogando, já que as pessoas não gostam. Eu ia para casa com a cabeça quente e então lembrava de tudo que fiz para chegar até aqui. O amor que eu tenho pelo futebol e todas essas coisas sempre me acalmam e me trazem de volta para a realidade", admitiu.

"Tenho muita sorte, de verdade. Conquistei muitas coisas em minha carreira que deixaram a mim e minha família incrivelmente felizes. Estrear pelo Santos, conquistar o primeiro título com o Santos, vencer a Libertadores também foi super importante. Chegar ao Barcelona era um sonho meu desde criança, ganhar a Liga dos Campeões, chegar a Paris. Esses momentos sempre serão especiais para mim", completou.

Neymar não revelou as ocasiões exatas em que se desiludiu com o futebol. Nos últimos anos, o craque conviveu com polêmicas em torno de lesões, festas e até mesmo uma acusação de estupro.

Durante a entrevista ao periódico inglês, o atacante ainda falou sobre como acredita que o público o enxerga em meio a tantos holofotes.

"Sou uma pessoa muito corajosa, minha maior virtude é a minha coragem. É difícil dizer o que as pessoas podem ver em mim agora. Quando eu era criança, era fácil. Sempre fui aquele menino que estava acima da média em todas as faixas etárias, sempre joguei nas categorias principais e isso me tornou popular na cidade santista. Era mais fácil naquela época. Mas agora? É difícil responder porque hoje acredito que me tornei um ídolo, um ícone do futebol. Agora estou ao lado dos melhores jogadores do mundo, tenho muito orgulho de estar aqui e também muito orgulho de ser tratado como um ídolo, de ser homenageado por tudo que fiz em campo. Só espero continuar a trazer alegria ao futebol", afirmou.

Apesar do peso de ser a estrela da Seleção Brasileira e do PSG, Neymar disse que nunca sentiu pressão. O atual artilheiro da Liga dos Campeões, com seis gols, relatou que saber das suas responsabilidades o ajuda a se sentir menos pressionado.

"Nunca senti pressão. Pelo contrário, sou uma pessoa que lida facilmente com a pressão. Ser o camisa 10 da seleção brasileira, do PSG e só por ser Neymar. Acho que lido com tudo muito bem e ao mesmo tempo sei do meu compromisso e sou muito grato por representar times como o PSG e o Brasil. Eu sei que tenho que ser diferente quando jogo, tenho que dar 100% porque é o que todo mundo espera", pontuou.

O craque brasileiro também falou sobre sua definição de grandeza dentro do futebol.

"Para mim, a grandeza é quando um jogador atinge o nível mais alto de sua carreira ou quando sua presença é sentida tão bem entre os outros jogadores em campo. Quando um jogador atinge seu nível superior e é visto como especial, essa é a verdadeira definição. É algo em que estou sempre trabalhando. Todo mundo tem uma visão única sobre o futebol e, graças a Deus, tenho o dom de ser diferente", explicou.

No entanto, Neymar reiterou que ser bem sucedido dentro das quatro linhas é bastante diferente de ser feliz. Mesmo assim, o atacante afirmou que é alegre e já conquistou realização profissional.

"Não, é muito diferente! Há alguns dias, tive uma conversa semelhante com meus amigos e eles disseram: 'nem tudo que brilha é ouro". Independentemente de você ter uma ótima carreira e ter conquistado grandes coisas, isso não significa necessariamente que você esteja feliz. Mas graças a Deus eu tenho os dois, consegui o que queria e estou muito feliz", confirmou.

Por fim, Neymar falou sobre a nova fase que atravessa dentro e fora de campo. Após as recentes confusões que ofuscaram seu protagonismo com a bola no pé, o craque passou a ter uma postura mais comedida.

"Eu vejo as coisas mais claramente agora. Eu não conheço a liberdade como você, talvez, mas a tenho do meu jeito. Não posso fazer coisas que todos podem, mas, agora que estou mais velho, estou tentando me aproximar desse tipo de vida. Gosto de ser normal, gosto de fazer as coisas que meus amigos fazem. Gosto de viver de forma pacífica. Sei que meu nome chama atenção, então tento usá-lo de uma forma que represente positividade dentro e fora do campo", concluiu.

Veja também:

Listamos os dez melhores kickers da NFL
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade