PUBLICIDADE

Messi diz que rivalidade com CR7 "serviu para os dois" e define gesto de Neymar no PSG

4 dez 2021 10h00
| atualizado às 10h00
ver comentários
Publicidade

Lionel Messi foi eleito pela sétima vez o melhor jogador do mundo na tradicional premiação da France Football. Em entrevista para a revista francesa que entrega a Bola de Ouro, o craque argentino falou sobre a rivalidade com Cristiano Ronaldo, ressaltou os tempos em que defendiam Barcelona e Real Madrid, respectivamente.

"Houve uma competição dura durante muitos anos na Espanha e foi maravilhoso, porque serviu para os dois crescerem nas respectivas carreiras. Mas não acredito que tínhamos um olho no outro. Eu só queria superar eu mesmo para ser melhor e não melhor que os demais", afirmou o jogador.

Nesta temporada, Messi deixou o Barcelona após 16 anos defendendo o clube profissionalmente e desembarcou no PSG. O argentino definiu como "extraordinário" o gesto de Neymar lhe oferecer a camisa 10 do time.

"Foi um gesto extraordinário querer me dar o número mesmo sendo o dono e me pareceu justo que ficasse com ele. Fiquei com o 30, que eu também gosto", destacou Messi.

O Paris Saint-Germain entra em campo neste sábado. O time de Maurício Pochettino visita o Lens, pelo Campeonato Francês. 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade