PUBLICIDADE

Mbappé trava renovação de contrato e vira preocupação para a diretoria do PSG

Segundo jornal francês, jogador disse a pessoas do clube que não vai renovar o vínculo e deve respirar novos ares a partir de 2022

1 jul 2021 19h34
| atualizado às 19h34
ver comentários
Publicidade

Vilão na eliminação da França ao perder o pênalti que custou a vaga da seleção de seu país para as quartas de final da Eurocopa, o atacante Mbappé pode estar de saída do Paris Sain-Germain. O parceiro de Neymar definiria a sua situação logo após a disputa do principal torneio europeu, mas de acordo com o jornal L'Equipe, ele já adiantou a pessoas do próprio clube que não pretende seguir jogando na França.

O contrato de Mbappé termina somente em junho do ano que vem e, a partir de janeiro de 2022, ele pode estar liberado para assinar com outra equipe. Essa possibilidade já preocupa o PSG.

Irritado com críticas recentes, o atacante disse em abril estar cansado de atuar na França e também defender a seleção de seu país. Jogando em outro centro, ele disse acreditar que as cobranças seriam menores por parte da imprensa.

Diante do clima tenso, NasserAl-Khelaifi resolveu tomar as rédeas do assunto para controlar a situação. "Vou deixar claro, o Kylian vai ficar com o PSG. Nunca vamos vendêlo e ele nunca vai sair de graça. Nunca dou detalhes à mídia sobre negociações em andamento. O que posso dizer é que está progredindo bem (a negociação). Espero que encontremos um terreno comum. É Paris, é o país dele", afirmou o dirigente ao L'Equipe.

Revelado pelo Monaco, o PSG investiu 180 milhões de euros para contratar o atleta. Diante do projeto que o clube tem de se tornar um gigante na Europa, a saída de um dos seus principais nomes teria um impacto negativo muito grande para as pretensões do clube.

Estadão
Publicidade
Publicidade