0

Ultras do PSG cobram Neymar antes de retorno

13 set 2019
21h54
atualizado em 14/9/2019 às 09h04
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois da prefeita de Paris, foi a vez da principal torcida organizada do Paris Saint-Germain cobrar Neymar. Após o brasileiro ter sua presença confirmada no jogo deste sábado, contra o Strasbourg, a "Collectif Ultras Paris" emitiu um comunicado tomando posição em relação à continuidade do atacante no clube.

Em nota divulgada nas redes sociais, os organizados condenaram a postura de Neymar durante toda a negociação de sua possível saída ao Barcelona, disseram que o clube foi humilhado e afirmaram que o atleta não terá mais a oportunidade de errar.

O atacante Neymar em campo pelo PSG
O atacante Neymar em campo pelo PSG
Foto: Charles Platiau / Reuters

"Futebolisticamente, Neymar é um dos maiores talentos de sua geração. Mas está longe de ser o nosso foco hoje. O que nós condenamos é o fato de ele desrespeitar nosso clube várias vezes, até humilhá-lo em alguns momentos. Adotar uma estratégia de comunicação desastrosa para deixar o PSG e, assim, ir para o Barcelona, um de nossos principais rivais europeus, deixando seu estafe falar em seu lugar, a não ser quando tratou de evocar suas melhores lembranças (em entrevista, Neymar disse que sua maior vitória no futebol foi o 6 a 1 do Barcelona sobre o PSG)", diz um dos trechos do comunicado (confira o conteúdo completo abaixo).

A ala dos torcedores mais fanáticos do PSG já havia protestado de forma hostil nesta temporada. No primeiro jogo em casa, diante do Nîmes, os ultras xingaram o brasileiro e pediram sua saída do clube com dizeres "caia fora".

Por fim, os organizados deixam claro na nota emitida nesta sexta-feira que não irão esquecer a postura de Neymar na última janela de transferências, esperam um pedido de desculpas público do atleta e vão tratá-lo com indiferença para não acarretar punições ao time.

De qualquer forma, o brasileiro está relacionado por Thomas Tuchel para a partida deste sábado, no Parque dos Príncipes, diante do Strasborug, às 12h30 (de Brasília), pela quinta rodada do Campeonato Francês. O atacante não joga pelo PSG desde 11 de maio, quando participou da vitória sobre o Angers.

Confira a nota na íntegra:

Para encerrar as especulações e o entusiasmo da mídia nos últimos dias, gostaríamos de esclarecer nossa posição sobre o caso Neymar, a fim de evitar ambiguidades entre os frequentadores da "Virage" (arquibancada onde os ultras ficam no Parque dos Príncipes).

Futebolisticamente, Neymar é um dos maiores talentos de sua geração. Mas está longe de ser o nosso foco hoje. O que nós condenamos é o fato de ele desrespeitar nosso clube várias vezes, até humilhá-lo em alguns momentos. Adotar uma estratégia de comunicação desastrosa para deixar o PSG e, assim, ir para o Barcelona, um de nossos principais rivais europeus, deixando seu estafe falar em seu lugar, a não ser quando tratou de revelar suas melhores lembranças (em entrevista, Neymar disse que sua maior vitória no futebol foi o 6 a 1 do Barcelona sobre o PSG).

No momento em que nenhuma declaração pública da parte dele foi feita, muito menos um pedido de desculpas, e que ele logo entrará no gramado do nosso Parque dos Príncipes, somos legitimamente mais do que reticentes em vê-lo para atuar com a camisa parisiense em mais temporada.

A Virage Auteuil (local destinado aos ultras no Parque dos Príncipes), que reúne os torcedores mais fanáticos ao clube, tem o dever de mostrar a ele que tudo isso não pode ficar barato. É por isso que convidamos todos os torcedores parisienses que se sentiram chateados em algum momento para mostrar a ele hoje que ele não tem mais o direito de errar e que o caminho da redenção será longo… muito longo.

Diante disso, está fora de questão que penalizemos a equipe por conta de um único jogador. A partir de domingo, defenderemos a indiferença no que diz respeito a ele.

Veja também

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade