0

Em 1º jogo após agredir torcedor, Neymar é vaiado, tem atuação apagada e PSG leva virada

Atacante pouco fez na derrota para o Montpellier por 3 a 2, pelo Campeonato Francês

30 abr 2019
17h32
atualizado às 18h57
  • separator
  • 1
  • comentários

No primeiro jogo de Neymar depois de agredir um torcedor do Rennes logo após a final da Copa da França, no último sábado, o atacante teve uma atuação apagada pelo Paris Saint-Germain e amargou uma nova decepção nesta terça-feira ao cair junto com o seu time por 3 a 2 diante do Montpellier, de virada, fora de casa, pela 34ª rodada do Campeonato Francês.

O time da capital francesa é o campeão antecipado da competição e continua com 84 pontos, 16 a mais que o vice-líder Lille. Já o Montpellier é o sexto colocado, com 54 pontos, e ainda sonha com uma vaga na Liga Europa. A quatro rodadas para o fim da competição, agora está cinco atrás do Saint-Étienne, quarto colocado e que hoje ocupa o posto na zona de classificação para o torneio continental.

Vaiado pela torcida local, o camisa 10 brasileiro pouco foi notado em campo nesta terça-feira. Além de duas cobranças de escanteio, o brasileiro fez um bom lançamento para o argentino Di Maria no segundo tempo.

E este pode ter sido o último jogo de Neymar nesta temporada europeia. A diretoria do PSG quer que o jogador seja julgado ainda esta semana pela sua agressão ao torcedor. O atleta pode pegar uma suspensão de três a oito jogos, sendo que restam quatro partidas a serem cumpridas pelo PSG nesta reta final do Francês.

No último sábado, o incidente aconteceu quando o atacante se incomodou com as provocações de um torcedor do Rennes aos jogadores que subiam a escada até a tribuna do Stade de France. Após uma breve discussão, o brasileiro o agrediu com um leve soco. Em publicação em sua página na rede social Instagram, o próprio atacante reconheceu o erro, mas disse não ter "sangue de barata".

Neymar protagonizou esta agressão quando estava com a cabeça quente com a perda do título da Copa da França. O PSG acabou sendo derrotado nos pênaltis pelo Rennes, por 6 a 5, após empate por 2 a 2 no tempo normal e 0 a 0 na prorrogação. Antes do tempo extra, o atacante fez um golaço e deu uma assistência para o outro gol de sua equipe.

E nesta terça-feira, enquanto o PSG atuou em ritmo lento, o Montpellier buscou o ataque durante os 90 minutos. O veterano goleiro italiano Buffon foi um dos destaques da partida, ao evitar pelo menos três gols do time da casa.

Logo aos 12 minutos, Ambroise Oyongo fez contra o primeiro gol do PSG, após cruzamento da esquerda de Juan Bernat. O gol de empate do Montpellier também foi contra. Aos 21, Presnel Kimpembe desviou para a própria meta, após cobrança de falta pela direita.

O segundo gol do PSG foi o lance mais bonito da partida. O argentino Di Maria, com grande habilidade, driblou o goleiro Benjamin Lecomte e tocou para o gol aberto, aos 17 minutos da etapa final.

Empurrado pela torcida, o Montpellier foi em busca dos três pontos. Andy Delort escapou pela direita e fuzilou diante de Buffon para empatar, aos 35. Souleymane Camara fez o gol da vitória, aos 40, em um chute colocado de pé esquerdo da entrada da área.

Estadão
  • separator
  • 1
  • comentários
publicidade