PUBLICIDADE

Laporte culpa Deschamps por ausência na seleção francesa

13 dez 2018 19h19
| atualizado às 19h19
ver comentários
Publicidade

Se, por um lado, Aymeric Laporte é titular absoluto do Manchester City e alvo de profundos elogios por parte do técnico Pep Guardiola, por outro, o zagueiro parece não cair de jeito nenhum no gosto de Didier Deschamps, que segue sem convocá-lo para a seleção francesa. O fato causa um tremendo incômodo no jogador de 24 anos de idade, que manifestou sua chateação nesta quarta-feira.

"Não me parece que sejam motivos técnicos. Tem que perguntar para ele (Deschamps). Eu, pessoalmente, não tenho nada contra ele. Se alguém o tem, é ele comigo", afirmou, em entrevista concedida à emissora espanhola EiTB. "É a seleção campeã do mundo, eu também o podia ter sido. São decisões do treinador, que não opta por mim, por razões que acredito que são pessoais. Há que respeitar", completou.

Laporte, que ganhou destaque atuando pelo Athletic Bilbao, iniciou a carreira na Espanha, que seria uma alternativa caso a rejeição da França persista. No entanto, o defensor garante que, da sua parte, nada será feito a não ser continuar fazendo seu trabalho bem feito no City.

"Eu não vou ligar para ele. Para quê? Para xingar ele? Não, obviamente não. Continuo trabalhando no clube, jogando no mais alto nível. A única pessoa que pode resolver isso é o treinador", apontou, negando a possibilidade de jogar pela Espanha ou qualquer outra seleção. "Jogar pela Espanha, acho que já não é possível. Mesmo assim, quero jogar pela França porque sou francês, não tenho dupla cidadania e não vou pedir", finalizou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade