0

Fàbregas deixa o Chelsea e assina contrato com o Monaco até 2022

Espanhol vai reencontrar Thierry Henry, atual técnico da equipe e seu ex-companheiro de Arsenal

11 jan 2019
17h29
atualizado às 17h29
  • separator
  • 0
  • comentários

O Monaco acabou com a novela que vinha se desenrolando pelos últimos dias e finalmente confirmou a contratação de Cesc Fàbregas. O experiente meia espanhol deixou o Chelsea para assinar contrato por três anos e meio com o clube do principado, até junho de 2022.

A negociação entre Monaco e Chelsea era dada como praticamente selada no último fim de semana, quando Fàbregas deixou o gramado na vitória sobre Nottingham Forest, pela Copa da Inglaterra, em lágrimas, se despedindo da torcida londrina. Um entrave financeiro, no entanto, chegou a colocar o acordo em risco.

Fàbregas assinou contrato com o Monaco até junho de 2022
Fàbregas assinou contrato com o Monaco até junho de 2022
Foto: Reprodução Twitter Monaco / Estadão

Mas tudo se resolveu e Fàbregas finalmente foi oficializado como reforço do Monaco. Lá, o espanhol vai reencontrar com o francês Thierry Henry, atual técnico da equipe e seu ex-companheiro de Arsenal. Os valores envolvidos na transação, entretanto, não foram divulgados.

"É um grande prazer chegar ao Monaco, um novo projeto para mim. Eu estou aqui para ajudar a equipe e já estou impaciente para começar. Nós temos um grande jogo contra o Olympique de Marselha no domingo e estou muito empolgado", afirmou.

Fàbregas foi revelado justamente pelo Arsenal no início dos anos 2000. Em 2011, voltou para o Barcelona, clube no qual havia atuado durante quase toda sua trajetória na base. Após três temporadas, retornou ao Chelsea, onde sofria com a falta de espaço sob o comando de Maurizio Sarri neste início de temporada.

A contratação do experiente meia espanhol é uma aposta do Monaco para deixar a péssima fase vivida na primeira metade da temporada 2018/2019. Eliminada na fase de grupos da Liga dos Campeões, a equipe faz péssima campanha no Campeonato Francês, em que é apenas a penúltima colocada, com 13 pontos em 18 partidas, na zona de rebaixamento.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade