5 eventos ao vivo

Após reclamações, Uefa diz que ajudará torcedores para final da Liga Europa

Decisão entre Arsenal e Chelsea será disputada em Baku, no Azerbaijão

17 mai 2019
11h55
atualizado às 11h58
  • separator
  • 0
  • comentários

A Uefa veio a público nesta sexta-feira para amenizar as críticas feitas pelo Arsenal na quinta, quanto à distância para a cidade de Baku, no Azerbaijão, onde será disputada a final da Liga Europa, no dia 29. O clube de Londres, que enfrentará o rival Chelsea na decisão, questionou a escolha do país asiático para receber a importante partida europeia.

O Arsenal criticara a distância de 4 mil quilômetros entre a cidade dos finalistas e o local da partida. E apontara que há poucos voos entre os dois países. Para piorar, estaria havendo um aumento no valor das passagens aéreas, segundo reclamações dos torcedores. Por essa razão, há bilhetes disponíveis apesar de a Uefa colocar apenas 6 mil ingressos à venda para cada uma das duas torcidas dos clubes finalistas.

Em uma carta enviada ao Arsenal, a Uefa afirmou que está trabalhando para "ajudar os torcedores a encontrar soluções mais baratas" para a viagem entre Londres e Baku. Segundo os clubes britânicos, as passagens estão alcançando o valor de 1.000 libras (cerca de R$ 5,1 mil). Além disso, há poucas opções de voos, que tem duração de 5 horas.

A entidade responsável por reger o futebol europeu disse também que "lamenta muito pelos problemas" e afirmou que "será bem-vindo um esforço conjunto com o clube". O estádio que receberá a final tem capacidade para 68.700 espectadores.

Curiosamente, o então CEO do Arsenal, Ivan Gazidis, era membro do Comitê Executivo da Uefa que escolheu Baku para ser a sede desta final da Liga Europa. O processo de escolha da sede da partida aconteceu em setembro de 2017.

Esta é a primeira final europeia do Arsenal em 13 anos, e o clube londrino busca seu primeiro troféu continental desde 1994. Baku também se candidatou para receber a decisão da Liga dos Campeões, mas foi derrotada por Madri.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade