PUBLICIDADE

Aumento de casos da covid-19 na Alemanha faz Baviera reduzir público em estádios

Participação em jogos de futebol foi limitada para no máximo 25% da capacidade dos estádios e vale a partir da próxima semana

19 nov 2021 17h31
| atualizado às 17h31
ver comentários
Publicidade

O aumento de casos de covid-19 fez com que o governo do estado da Baviera, no sul da Alemanha, anunciasse novas medidas de lockdown na região, nesta sexta-feira, horas antes de Augusburg e Bayern de Munique. O novo decreto afeta diretamente os eventos esportivos. A participação em jogos de futebol, por exemplo, foi limitada para no máximo 25% da capacidade dos estádios e vale a partir da próxima semana.

Além disso, as feiras de Natal foram canceladas e foi colocado um toque de recolher na região a partir das 22h. O decreto deve ser mantido, pelo menos, até o dia 15 de dezembro.

A Baviera está enfrentando o que vem sendo chamado de "a quarta onda da pandemia" da covid-19. Na última atualização, foram registrados mais de 999 mil casos, com 16.861 mortes, muito disso é fruto da variante delta e na baixa taxa de vacinação, um dos mais baixos da Europa Ocidental. O futebol vinha sendo utilizado para inspirar os alemães a se vacinarem, mesmo assim apenas dois terços da população está imunizada.

Segundo o governador bávaro, Markus Söder, o estado terá novas medidas para as pessoas que optaram por não se vacinarem. Está vetado a entrada em restaurantes, hotéis e ambientes fechados. A medida, inclusive, afetou quatro jogadores do Bayern, que não puderam se concentrar com o time na cidade: Kimmich, Gnarby, Musiala e Choupo-Moting.

O Bayern, por sinal, vem sofrendo as consequências pela decisão de alguns de seus jogadores de não tomarem a vacina contra covid-19. Kimmich, Gnarby, Musiala e Choupo-Moting tiveram de retornar para Munique, que fica localizado a 80 quilômetros de Augsburg, e devem seguir enfrentando os problemas em jogos futuros longe de Munique.

Estadão
Publicidade
Publicidade