PUBLICIDADE

CAS acata pedido, derruba punição e Atlético terá estádio cheio diante do City na Liga dos Campeões

Clube espanhol havia sido punido por causa de cânticos e saudações nazistas no duelo diante dos ingleses pelo jogo de ida das quartas de final, na Inglaterra

13 abr 2022 13h29
| atualizado às 13h52
ver comentários
Publicidade

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) aceitou a reivindicação do Atlético de Madrid e cancelou a suspensão imposta pela Uefa que impedia a comercialização de 5 mil ingressos no Wanda Metropolitano. Com a vitória no tribunal, o jogo de volta das quartas de final da Liga dos Campeões, diante do Manchester City, nesta quarta-feira, será disputado com estádio cheio.

Os espanhóis foram punidos por causa de cânticos e saudações nazistas de seus torcedores no duelo da semana passada, em Manchester. Além da punição, o clube colchonero ainda será obrigado a jogar com "não ao racismo" em sua camisa.

O Atlético de Madrid achou injusta a redução de seus torcedores em uma decisão após o oponente contar com estádio cheio no duelo de ida e apelou ao CAS, que deu parecer favorável. Os espanhóis já haviam comercializado ingressos para o setor e informou que quem adquiriu poderá acompanhar o duelo normalmente

"O CAS atendeu nossa solicitação e suspendeu provisoriamente o fechamento parcial do Wanda Metropolitano", anunciou o Atlético. "Todos os membros e torcedores com ingressos para a temporada ou assento para o jogo desta noite (tarde no Brasil) poderão acessar o estádio."

Derrotado no primeiro compromisso por 1 a 0, o Atlético necessita da vitória para avançar às semifinais - o vencedor encara o Real Madrid. O técnico Diego Simeone convocou os torcedores para lotarem o estádio em busca da reviravolta. Criticado pela postura defensiva no Ettihad Stadium, ele promete "calar" os questionamentos com apresentação diferente em Madri.

Estadão
Publicidade
Publicidade