2 eventos ao vivo

Atlético de Madrid vence Lokomotiv e vai às oitavas; Juventus avança invicto

Equipe espanhola desperdiça pênalti no início, mas marca com João Felix e o brasileiro Felipe e avança

11 dez 2019
19h43
atualizado às 21h16
  • separator
  • 0
  • comentários

O Atlético de Madrid entrou em campo correndo risco de ser eliminado na fase de grupos da Liga dos Campeões. Nesta quarta-feira, o time espanhol lidou bem com a pressão e confirmou o favoritismo diante do Lokomotiv Moscou ao vencer o adversário russo por 2 a 0 em casa, no Wanda Metropolitano, e se garantir nas oitavas de final.

O Atlético não precisou fazer um grande jogo para sair de campo com os três pontos. Foi econômico, mas eficiente. Poderia ter vencido com mais facilidade se o lateral inglês Trippier não tivesse desperdiçado um pênalti aos três minutos de jogo.

No entanto, o erro de Trippier não fez falta porque o time de Madri aproveitou outra penalidade, desta vez bem cobrada pelo português João Felix, aos 17 minutos da etapa inicial. Aos 26, o espanhol Morata foi às redes, mas o árbitro de vídeo apontou impedimento e o gol não foi validado.

No segundo tempo, o zagueiro brasileiro Felipe marcou mais um aos nove minutos e selou o triunfo que garantiu o Atlético no segundo lugar do Grupo D, com 10 pontos. O Lokomotiv Moscou se despediu da competição com três pontos, na lanterna da chave.

Quem passou como líder do grupo foi a Juventus. O time italiano derrotou o Bayer Leverkusen por 2 a 0 na Alemanha. O time alemão precisava vencer e torcer para que o Atlético de Madrid tropeçasse para classificar ao mata-mata. Entretanto, nada deu certo e a equipe deu adeus à Liga dos Campeões na terceira posição da chave, com seis pontos. Ganhou, ao menos, uma vaga na Liga Europa.

A Juventus passou de fase como uma das únicas equipes invictas. O time italiano foi às oitavas com 16 pontos, fruto de cinco vitórias e um empate na fase de grupos. Nesta quarta-feira, Cristiano Ronaldo e Higuaín garantiram o triunfo em Leverkusen.

Os dois gols saíram no segundo tempo. Aos 30, o astro português recebeu cruzamento rasteiro na medida de Dybala e, bem posicionado, só teve o trabalho de escorar para o gol. Higuaín fechou a conta nos acréscimos, em chute forte de canhota que entrou no canto esquerdo.

Após o apito final, um torcedor invadiu o campo para tentar tirar uma foto com Cristiano Ronaldo. O fã acabou puxando o pescoço do astro português, que se irritou e saiu de campo incomodado.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade