0

Fábregas critica Ozil por falta de liderança no Arsenal

31 mai 2019
09h50
atualizado às 09h50
  • separator
  • 0
  • comentários

Após a goleada de 4 a 1 sofrida para o Chelsea na final da Liga Europa, na última quarta-feira, não faltam críticas ao Arsenal. E um dos principais alvos, como de praxe, é Mesut Ozil, que teve atuação bastante apagada em Baku, no Azerbaijão. Um dos últimos a contestar o desempenho do alemão foi ninguém menos que Cesc Fábregas, ex-capitão do time londrino, que atualmente joga pelo Monaco, da França.

Para o espanhol, o camisa 10 deveria exercer um papel de liderança muito maior no elenco dos Gunners.

"O clube compra você para ser o verdadeiro líder do time. Eu não acho que Mesut (Ozil) tenha isso. Eu não treino com ele todos os dias, mas eu não acho que ele tenha a capacidade de ser um líder", afirmou o meio-campista, em entrevista a BT Sport. "É uma característica que, simplesmente, você tem ou você não tem", completou.

Para complementar o raciocínio, Fábregas ressaltou que, por ter jogado em um clube como o Real Madrid, ao lado dos melhores jogadores do mundo, Ozil deveria assumir mais responsabilidades no Arsenal.

"Quando ele estava no Real Madrid, era cercado pelos melhores jogadores e um dos melhores da história, que é Cristiano Ronaldo. Eu não tiro nenhum mérito de Mesut, lá ele jogou muita bola. Mas uma vez que você abaixe um pouco o nível (indo para o Arsenal), porque todos nós concordamos que Real Madrid, Barcelona e Bayern de Munique estão acima dos demais, você tem que se destacar um pouco mais, porque você não tem a mesma qualidade do seu redor", finalizou.

Ozil chegou ao Arsenal em setembro de 2013, comprado junto ao Real Madrid por 47 milhões de euros. De lá para cá, foram 231 jogos realizados pelos Gunners, com 43 gols marcados. Dentre os títulos conquistados, estão três Copas da Inglaterra e uma Supercopa, o que, para muitos torcedores, não compensa o tamanho do investimento feito pelo clube.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade