2 eventos ao vivo

Domínio europeu nas quartas da Copa feminina supera o Mundial de 2018

26 jun 2019
10h01
  • separator
  • 0
  • comentários

A definição das oito seleções classificadas para as quartas de final da Copa do Mundo feminina evidenciou algo pouco comum na competição disputada pelas mulheres: o domínio europeu. Com sete representantes, o velho continente chega com um número superior de equipes, inclusive, quando comparado com o que aconteceu no Mundial de 2018 masculino, realizado na Rússia.

Na última terça-feira, dois confrontos poderiam colocar seleções asiáticas nas quartas de final. No entanto, a China, considerada uma das equipes fortes da competição, não conseguiu se sobressair diante da Itália e saiu de campo derrotada por 2 a 0. Já o Japão, vice-campeão na edição de 2015, ficou pelo caminho contra a Holanda, que venceu por 2 a 1.

Dessa forma, as holandesas e italianas se juntaram a Noruega, Inglaterra, a anfitriã França, Alemanha e Suécia como as representantes europeias nas quartas de final. A única seleção de outro continente é os Estados Unidos, da América do Norte, que aparece como uma das favoritas a conquista do título. Nas quartas, o duelo das norte-americanas será frente às francesas.

Na Copa do Mundo de 2018, realizada na Rússia, o domínio europeu foi menor em relação ao campeonato feminino. Nas quartas de final, foram seis as seleções do velho continente (França, Bélgica, Rússia, Croácia, Inglaterra e Suécia). Seleção Brasileira e o Uruguai, duas Sul-Americanas, completaram a fase. Na semi, foram apenas equipes da Europa (Inglaterra, Bélgica, França e Croácia).

Em comparação com os Mundiais femininos anteriores, o domínio das seleções europeias é, de certa forma, inédito. Nas três últimas edições, apenas em 2011, na Alemanha, metade das equipes nas quartas era da Europa. Na oportunidade, Inglaterra, França, Alemanha e Suécia disputaram a fase. Japão, da Ásia, Austrália, da Ocenania, Brasil, da América do Sul, e Estados Unidos, da América do Norte, completaram.

Em 2007, na China, e em 2015, no Canadá, apenas três seleções europeias apareceram na fase de quartas de final. Na edição mais recente, Alemanha, França e Inglaterra se juntaram a China, Estados Unidos, Austrália, Japão e Canadá. Alemãs e inglesas disputaram a semi, mas ambas foram eliminadas para as norte-americanas e japonesas, respectivamente.

Na Copa do Mundo feminina realizada em solo chinês, as mesmas Alemanha e Inglaterra chegaram às quartas de final. Dessa vez, ao lado da Noruega. Coreia do Norte e China representaram o continente asiático, Austrália a Oceania, Brasil e Estados Unidos as Américas do Sul e do Norte, respectivamente. Na semi avançaram norueguesas e alemãs, que conquistaram o título.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade