0

Chelsea bate Middlesbrough e fica a uma vitória do título do Inglês

8 mai 2017
18h00
atualizado às 18h00
  • separator
  • comentários

O Chelsea, líder do Campeonato Inglês, enfrentou o Middlesbrough, penúltimo colocado, no fechamento da rodada 36, nesta segunda-feira. Frente a frente, dois adversários que vivem situações opostas na competição. Em duelo realizado no Stamford Bridge, os Blues venceram com tranquilidade pelo placar de 3 a 0, e ficam muito próximos da conquista do título inglês.

O Chelsea não contou com o volante Kantê, eleito nesta segunda-feira pela Associação de Jornalistas da Inglaterra como o melhor jogador do campeonato. Mesmo com o desfalque, os Blues não tiveram dificuldades para garantir a vitória. O artilheiro Diego Costa, o lateral Marcos Alonso e o volante Matic marcaram para o time da casa.

Com a vitória, o Chelsea chegou a 84 pontos e abriu sete pontos do Tottenham, único time que, matematicamente, ainda briga pelo título. Agora, basta ao Chelsea vencer um dos três jogos que tem pela frente para levantar o sexto título do Campeonato Inglês de sua história. Na próxima sexta, a equipe enfrenta o West Bromwich. Já o Middlesbrough já começa a pensar na segunda divisão do inglês. A equipe não conseguiu evitar o rebaixamento e, a três rodadas do fim, já não possui mais chances na elite do futebol inglês.

Primeiro tempo arrasador - A bola mal começou a rolar e o Chelsea já havia acertado o travessão do Middlesbrough. Logo após a saída de bola, os Blues partiram ao ataque com o lateral Marcos Alonso, que cruzou na medida para Fabregas finalizar e acertar o travessão. O primeiro lance do jogo traduz como o time do Chelsea se portou durante a partida. Com mais posse de bola, melhor em campo e procurando o gol a cada ataque, os comandados do técnico Antonio Conte encurralaram o adversário.

Naturalmente, sem abrir mão do setor defensivo, o Chelsea chegava com tranquilidade ao ataque. Pela direita, o lateral Alonso apoiava com qualidade, enquanto Moses voltava para marcar quando necessário. Bem na partida, o espanhol Cesc Fabregas trabalhava como o "cérebro" da equipe e criava a maioria das jogadas, já que Hazard encontrava-se muito bem marcado.

Em mais uma jogada criada pelo garçom espanhol, o Chelsea abriu o placar. Aos 23 minutos, Fabregas deu lindo lançamento para o atacante Diego Costa, que dominou e, cara a cara com o goleiro, mandou por entre as pernas do adversário: 1 a 0. Com o gol de Diego Costa, Fabregas chegou a 105 assistências na Premier League, atrás apenas de Ryan Giggs, com 162, na lista dos maiores da história.

Sobrando em campo, o Chelsea logo ampliou. Com liberdade para avançar, Marcos Alonso aproveitou cruzamento de Azpilicueta e se esticou para mandar a bola para o fundo das redes: 2 a 0.

Segundo tempo tranquilo para os Blues - Mesmo com a grande vantagem no placar, o Chelsea voltou para o segundo tempo com o mesmo ritmo apresentado na primeira etapa. Com o presidente Roman Abramovich nas tribunas, além do ex-atacante Shevchenko, os comandados de Antonio Conte mostraram serviço em campo.

Com um ataque muito veloz, os Blues chegaram a acertar o travessão do goleiro Guzan novamente. Hazard puxou contra-ataque e lançou para Pedro, que dominou e chutou de fora da área, mandando a bola no travessão. Com os 11 jogadores atrás da linha da bola, o Boro não ficava com a bola e parecia ter se conformado com o resultado negativo.

Com tranquilidade, o Chelsea chegou ao terceiro gol em mais um passe de Fabregas - 106ª assistência no Inglês. Após bate-rebate dentro da área a bola sobrou limpa para o volante Matic, que dominou e soltou um chutaço, mandando mais uma bola por entre as pernas de Guzan: 3 a 0. Aos 25 minutos do segundo tempo, Conte colocou o brasileiro William em campo, mas o Chelsea se acomodou com o placar e não pressionou até os minutos finais de jogo. A cinco minutos do fim, John Terry, que se despede da equipe ao final da temporada, entrou e assumiu a faixa de capitão.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade