0
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

Barcelona segura Manchester United e vence em Old Trafford

10 abr 2019
18h01
atualizado às 18h35
  • separator
  • comentários

O Barcelona deu passo importante para chegar às semifinais da Liga dos Campeões. Nesta quarta-feira, o clube espanhol visitou e venceu o Manchester United por 1 a 0 em pleno Camp Nou, mesmo sem jogar seu melhor futebol. O único gol da partida — contra de Luke Shaw — veio logo aos 12 minutos em grande jogada de Messi e Suárez.

Com a derrota em casa, o Manchester United terá de vencer o jogo no Camp Nou para evitar a eliminação, algo semelhante ao que fez nas oitavas de final, quando perdeu em casa para o Paris Saint-Germain e conquistou a vaga na França. Para o Barcelona, basta empatar. O jogo de volta será na próxima terça-feira, às 16 horas (de Brasília).

Barcelona sai na frente com gol contra confirmado pelo VAR

Favorito, o Barcelona abriu o placar aos 12 minutos com demonstração de entrosamento dos atacantes. Com a defesa do United posicionada em linha, Messi recebeu lançamento por cima e cruzou para Suárez cabecear para o fundo da rede após desvio em Luke Shaw. A princípio o assistente marcou posição irregular do uruguaio e anulou o gol, mas o VAR reverteu rapidamente a marcação e creditou o gol a Shaw.

Saindo atrás, o United se lançou ao ataque apostando na velocidade, com Fred, McTominay e Rashford principalmente. No entanto, sem conseguir furar a defesa adversária, o time inglês abusou sem sucesso dos chutes de longe e cruzamentos para Lukaku, isolado e bem marcado.

O Barcelona sua melhor chance antes do intervalo a partir de erro da defesa adversária. O zagueiro Lindelof acabou errando o domínio e acabou fazendo lançamento para Suárez na área. De costas para o gol, o uruguaio serviu Coutinho, que bateu forte e rasteiro para defesa difícil de De Gea com os pés.

VEJA COMO FOI O JOGO EM TEMPO REAL

United volta do intervalo no ataque

Tentando evitar a derrota em casa, o United voltou do intervalo com postura ofensiva e dominou os primeiros 15 minutos de jogo, mas continuou pecando na conclusão das jogadas. McTominay e Fred faziam bom jogo no meio-campo, mas a zaga do Barcelona, com Piqué e Lenglet, evitava que Lukaku recebesse a bola em boas condições.

Depois de sofrer pressão no início da etapa final, o Barcelona desperdiçou duas boas chances para abrir o placar. Aos 19 minutos, Suárez recebeu lançamento de Semedo e finalizou na área, mas sem direção. Pouco depois, De Gea fez sua segunda grande defesa com os pés.

Alterações surtem efeito e Barcelona domina fim do jogo

Tentando controlar o jogo, o técnico Ernesto Valverde promoveu duas alterações no Barcelona, colocando Vidal e Sergi Roberto, ambos no meio-campo, nos lugares de Coutinho e Arthur. Do outro lado, Ole Solskjaer respondeu substituindo Lukaku e Dalot por Martial e Lingard, tentando dar mais velocidade ao ataque.

As mudanças de Valverde surtiram melhor resultado. Com mais dois jogadores no meio-campo, o Barcelona controlou a posse de bola e obrigou o time inglês a apostar novamente na velocidade do ataque. Aos 38 minutos, o time espanhol teve boa chance em falta, mas De Gea fez boa defesa em cobrança de Messi por baixo da barreira.

Nos minutos finais, o Barcelona soube evitar a pressão vermelha tocando a bola no campo de defesa. Sentindo o cansaço pela intensidade demonstrada durante o jogo, o United não conseguiu assustar Ter Stegen antes do apito final do árbitro e saiu perdendo pelo placar de 1 a 0 construído no primeiro tempo.

FICHA TÉCNICA

MANCHESTER UNITED 0 x 1 BARCELONA

Local: Old Trafford, em Manchester (Inglaterra)

Data: 10 de abril de 2019 (quarta-feira)

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Gianluca Rocchi (ITA)

Assistentes: Filippo Meli (ITA) e Matteo Passeri (ITA)

VAR: Massimiliano Irrati (ITA)

Cartões amarelos: Shaw, Lingard e Smalling (Manchester United); Busquets e Vidal (Barcelona)

Cartões vermelhos: 

GOLS:

MANCHESTER UNITED: —

BARCELONA: Shaw (contra), aos 12 minutos do primeiro tempo,

MANCHESTER UNITED: De Gea; Lindelof, Smalling e Shaw; Young, McTominay, Fred, Pogba e Dalot (Lingard); Rashford (Andreas Pereira) e Lukaku (Martial)

Técnico: Ole Solskjaer

BARCELONA: Ter Stegen; Semedo, Piqué, Lenglet e Alba; Busquets (Aleña), Rakitic e Arthur (Sergi Roberto); Coutinho (Vidal), Messi e Suárez

Técnico: Ernesto Valverde

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade