3 eventos ao vivo

Imprensa espanhola fala em 'fim de era' enquanto italiana se empolga com contratação de CR7

Jornais da Catalunha afirmam que Real Madrid ficou sem referência após adeus do atacante e do técnico Zidane

11 jul 2018
08h51
atualizado às 08h57
  • separator
  • 0
  • comentários

Como não poderia ser diferente, o português Cristiano Ronaldo é o protagonista das principais capas de jornais esportivos da Espanha nesta quarta-feira, 11, com a imprensa local dando adeus ao astro e afirmando que uma era está acabando no Real Madrid.

O diário Marca abre a sua edição com uma primeira página bem inspirada, com 451 bolas com escudos de time adversários representando todos os gols marcados por CR7 durante sua passagem pelo Santiago Bernabéu e a frase "não haverá outro igual". A edição ainda destaca o "fim de uma era" e narra o passo a passo da transferência do jogador para a Juventus.

O As se despediu do camisa 7 em italiano: "Ciao, Cristiano", complementando que "foi lindo enquanto durou". A publicação também trouxe, entre outras coisas, uma série de postagens de jogadores do Real nas redes sociais se despedindo do atacante.

Na Catalunha, o Mundo Deportivo fez um trocadilho com o nome do craque, colocando o numeral do apelido em italiano: "CR SETTE". Igualmente previsível, o jornal fez uma linha comparativa dos títulos do português com a estrela local, Lionel Messi, chamando de "duelo eterno".

No Sport, o destaque é o "Choque Cristiano", falando que o Real Madrid "fica sem referência após este adeus e o de Zidane". No impresso, Cristiano Ronaldo é chamado de "colecionador de recordes".

NA ITÁLIA: "Negócio do século"

Já na Itália, a contratação de Cristiano Ronaldo pela Juventus, sacramentada por aproximadamente 100 milhões de euros (cerca de R$ 450 milhões), dominou as capas de jornais, onde a transferência do craque português é vista como "o negócio do século".

"Cheguei!", é a manchete dada pelo jornal Gazzetta dello Sport, em uma alusão ao tradicional grito "eu estou aqui", que o português costuma soltar em comemorações de gols.

O periódico informa que o craque português receberá 31 milhões de euros (R$ 138 milhões) líquidos por temporada e que terá uma apresentação monumental na próxima segunda-feira, 16, no Allianz Stadium, em Turim.

O Corriere dello Sport usou uma chamada de matiz religiosa, "Seja a luz", para destacar a importância da contratação não só pela Juve, mas para o futebol italiano de uma maneira geral.

A publicação romana foi a que apontou a contratação de Cristiano como "o negócio do século" e afirmou que o Real decidiu negociar seu camisa 7 para atender a um pedido do jogador, que após nove anos na equipe madrilenha desejava um novo desafio na carreira.

"Aqui está! Ronaldo é 'bianconero' (alvinegro, em tradução livre), anunciou o jornal turinês Tuttosport, que acrescenta uma fotomontagem do atacante português com a camisa da Juve enquanto comemora um gol.

O periódico define a chegada do melhor do mundo como algo "clamoroso" e lembra os 27 títulos de clubes obtidos na carreira, incluindo cinco Ligas dos Campeões, uma pelo Manchester United e quatro pelo Real.

A contratação do craque teve destaque mesmo em jornais não esportivos, como La Repubblica, Corriere della Sera e La Stampa. Este último lembra que o Campeonato Italiano não tem o atual melhor do mundo da premiação da Fifa desde 2008, quando Kaká era o detentor da honraria da federação internacional.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade