7 eventos ao vivo

Grêmio busca inspiração nos mata-matas para reagir no Campeonato Brasileiro

Time de Renato Gaúcho encara o Palmeiras para reverter escassez de vitórias - somente uma nos último cinco jogos no torneio

17 ago 2019
13h50
atualizado às 13h50
  • separator
  • 0
  • comentários

No primeiro dos próximos três jogos em 10 dias contra o Palmeiras, o Grêmio testará, mais uma vez, a força de seu elenco. O time gaúcho busca inspiração no bom desempenho recente nas competições de mata-mata para voltar a vencer no Campeonato Brasileiro. O duelo será neste sábado, às 21 horas, na Arena do Grêmio, pela 15ª rodada.

Se está vivo na Copa Libertadores e perto de mais uma final da Copa do Brasil, no Brasileirão o Grêmio se encontra cambaleante e não consegue deslanchar. A escassez de vitórias - somente uma nos último cinco jogos no torneio - deixou o time tricolor apenas na 14ª posição, com 17 pontos, muito mais perto da zona de rebaixamento do que do pelotão da frente.

Muito da posição gremista na tabela se explica pela utilização de escalações alternativas em vários duelos em razão do envolvimento do time nas fases finais das outras competições e pelo início ruim no campeonato - conseguiu a primeira vitória somente na sexta rodada.

Caberá aos reservas a missão de transferir o astral obtido com os triunfos nos mata-matas - o último deles sobre o Athletico-PR, que deixou o time do técnico Renato Gaúcho muito perto da decisão da Copa do Brasil -, para o Brasileirão, uma vez que os titulares serão preservados para o compromisso da Libertadores.

A referência na escalação de suplentes deve ser Diego Tardelli. O atacante, que ainda não correspondeu a alta expectativa da torcida desde que chegou, está livre de um problema no tendão e a tendência é de que comece jogando neste sábado. Ele busca uma atuação de destaque para se firmar na equipe.

"É difícil manter um nível muito alto nas três competições que disputamos. Mudança de campeonato, foco toda hora. Estamos com um time alternativo no Brasileirão. É mantida a equipe na Libertadores e Copa do Brasil. Isso nos atrapalha um pouco. Talvez se fosse com a mesma equipe não estaríamos assim. É um momento e superaremos", disse Tardelli.

Ele deve atuar pelo lado do ataque, assim como o jovem Pepê. No comando ofensivo estará, provavelmente, Luciano, recém-chegado do Fluminense. Mais atrás, Luan deve ser o responsável pela armação da equipe. O setor defensivo também será formado por reservas.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade