PUBLICIDADE

Grêmio busca 2ª vitória no Brasileirão em duelo de desesperados com o América-MG

Time do técnico Felipão aposta no fator casa para obter outro triunfo para esboçar uma reação contra a degola

24 jul 2021 16h25
| atualizado às 16h25
ver comentários
Publicidade

Felipão brincou, assim que o Grêmio desencantou no Campeonato Brasileiro com 1 a 0 no Fluminense, que "a equipe não estava mais no 20.° lugar". Deixou a lanterna, mas segue distante de sair da zona de rebaixamento. Neste sábado, às 17 horas, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, a equipe faz confronto de desesperados com o América-MG, em busca do segundo triunfo seguido para dar novo passo contra a degola.

Sem peças importantes, a ordem é fazer valer o mando de campo para superar os mineiros. Um triunfo simples significa ganhar a posição do adversário no saldo de gols. Ambos ficariam iguais em 9 pontos, mas os gaúchos cairiam para - 7 diante de - 8 do rival. Ganhar mais uma posição significaria começar a sonhar com a fuga da zona da degola em breve.

O treinador apostou na retranca em seus dois jogos até agora no Brasileirão. Segurou o 0 a 0 com o Internacional, mesmo como mandante, e fez 1 a 0 sobre o Fluminense com gol nos minutos finais. Novamente não deve abrir mão da segurança defensiva.

Com Kannemann suspenso e Pedro Geromel fora por dores no quadril após a derrota diante da LDU, a possibilidade de o Grêmio entrar com três zagueiros é grande. Ruan substitui o argentino e Paulo Miranda e Rodrigues completariam o setor. Caso não seja um blefe do técnico, o jovem Guilherme Guedes seria o ala esquerdo, com Vanderson na direita.

Os medalhões andam sem espaço com Felipão. Rafinha perdeu a vaga, Diogo Barbosa caiu de rendimento e nem opção mais é. Entrou Bruno Cortez, que também não agradou e deve dar lugar ao jovem da base. Além de algumas peças em baixa, ainda é extensa a lista de desfalques. Sem a dupla de defesa titular, Maicon, Churín e Ferreira ainda estão machucados e Brenno e Matheus Henrique estão com a seleção olímpica no Japão.

As ordens são obediência tática e superação diante de um oponente que vem de três derrotas seguidas. Com a defesa reforçada e jovens ofensivos nas laterais, Felipão acredita que a bola pode chegar com qualidade ao centroavante Diego Souza, a esperança de gols e de novo triunfo.

AMÉRICA-MG - Em busca da reabilitação, o América-MG faz neste sábado um confronto direto na luta contra o rebaixamento. Sem pontuar nas últimas três partidas, estacionou nos nove pontos e entrou na zona de rebaixamento, caindo para o 18.º lugar, com nove pontos.

O técnico Vagner Mancini ainda não decidiu se vai manter o esquema com três zagueiros utilizado na derrota para o Sport por 1 a 0, na última segunda-feira. Em caso de mudança, voltaria a jogar no 4-4-2.

Dono de um dos piores ataques do Brasileirão, o América-MG deve ter reforços importantes para o setor. Desfalque nos últimos seis jogos, Ademir voltou aos treinos durante a semana. Já o recém-contratado Chrigor, vindo do Red Bull Bragantino, está regularizado.

"Sempre que você perde uma, duas, três partidas seguidas, a gente acaba acelerando alguns processos, mas é necessário que a gente tenha calma para pensar, para raciocinar", disse o treinador, sem antecipar a escalação.

Estadão
Publicidade
Publicidade