0

Goleiro Santos exalta evolução do Athletico-PR: 'Cresceu demais como clube'

Um dos destaques do time na competição, o arqueiro elogiou o trabalho feito pela equipe paranaense na final

19 set 2019
00h53
atualizado às 00h53
  • separator
  • 0
  • comentários

O goleiro Santos, do Athletico-PR, exaltou a evolução demonstrada pela equipe paranaense ao comemorar o título da Copa do Brasil, conquistado na noite desta quarta-feira, no beira-rio. Após vencer na ida por 1 a 0, o time de Curitiba fez 2 a 1 no Internacional, em Porto Alegre.

Um dos destaques do time na competição, ao pegar pênaltis diante de Flamengo e Grêmio, o goleiro elogiou o trabalho feito pela equipe paranaense na final. "É um momento especial. O Athletico cresceu muito como time, como clube e merece todos esses títulos", declarou o jogador, festejando o título da Copa do Brasil com a bola da final debaixo da camisa.

Feliz pela proximidade da chegada de uma "nova herdeira", Santos disse que na final não foi exigido como em outras partidas do torneio, por causa do ótimo trabalho feito pelos companheiros de zaga. "Foi uma partida tensa, mas estivemos muito bem na marcação e eles não chegaram tanto desta vez."

Um dos responsáveis pela proteção da meta de Santos foi o zagueiro Rodrigo Bambu, um dos melhores em campo. "Cheguei no clube e demorei para jogar. Passei por vários problemas, que agora não valem a pena serem lembrados, mas me sinto muito feliz por fazer parte deste grupo e conquistar um título tão importante frente a um rival tão forte."

Com o olho esquerdo fechado por causa de um pontapé dado pelo companheiro Marcio Azevedo em uma disputa de bola, o zagueiro destacou o grande trabalho que teve para parar o atacante Guerrero. "Enfrentei muita gente boa do Flamengo e do Grêmio, mas o Guerrero é o melhor do Brasil. Muito difícil segurá-lo o tempo todo, mas acho que consegui fazer um bom trabalho."

Com o troféu de melhor jogador da final, o atacante Rony estava radiante pelo gol marcado praticamente no último lance da partida, que concretizou a conquista paranaense. "Acreditei no lance e segui junto com o Cirino. Fico feliz demais por fazer o último gol do jogo. Muita gente não acreditava no nosso time, mas nós sempre acreditamos que tínhamos condições de conquistar este título."

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade