PUBLICIDADE

Goiás vence Operário e chega ao G4 da Série B

Rezende marcou o único gol da partida

30 jul 2021 17h58
ver comentários
Publicidade

Nesta sexta-feira (30), Goiás e Operário se enfrentaram pela Série B, visando chegar ao G4 da competição. Após primeiro tempo morno, os donos da casa abriram o placar logo cedo com Rezende, após volta do intervalo e perdeu inúmeras chances de ampliar, mas levou a vitória.

Foto: Divulgação/Gabriel Thá/OFEC
Foto: Divulgação/Gabriel Thá/OFEC
Foto: Lance!

Agora, o Esmeraldino aguarda os outros jogos, mas está na vice-liderança com 26 pontos. Enquanto isso, o Fantasma ficou parado na 8ª com 21 e tenta a recuperação na próxima rodada contra o Remo, sexta-feira que vem, às 16h. Os goianos viajam no mesmo dia, mas enfrentam o Coritiba, às 19h30 (todos no horário de Brasília).

[dugoutvideo id="eyJrZXkiOiJaM3ZzSVFZbiIsInAiOiJsYW5jZSIsInBsIjoiIn0=" partner="lance"]

Jogo morno, até que...

Os primeiros 25 minutos da partida foram mornos, com as equipes não criando tantas chances ofensivas. O Goiás tentava manter a posse de bola no campo ofensivo e chegar com paciência e troca de passes. Por outro lado, o Operário buscou rapidamente resolver as ações de ataque, mas ambos pecavam no último passe e não houve finalizações as metas.

Até que aos 26 minutos, Leandrinho invadiu a área pelo lado esquerdo e foi derrubado por David Duarte. A arbitragem assinalou o pênalti, mas na cobrança, Ricardo Bueno isolou e perdeu a oportunidade de abrir o placar.

Em seguida, a resposta esmeraldina pintou em lançamento do goleiro Tadeu. Caio Vinícius recebeu na esquerda, se preparou, bateu bonito, obrigando Simão a fazer uma belíssima defesa. Aos 33', Rafael Chorão arriscou um arremate com força e Tadeu defendeu.

A última grande oportunidade da primeira etapa foi de Alef Manga, que subiu pela esquerda, bateu cruzado, mas a defesa fantasma deu conta do recado.

Abertura do placar!

Logo aos quatro minutos de 2º tempo, Elvis cobrou falta, David Duarte não conseguiu finalizar, a bola sobrou para Rezende, que chutou e contou com desvio em Reniê para abrir o placar a favor dos goianos.

Logo após o tento esmeraldino, a partida voltou a ficar sem sal. Em cobrança de falta de muito longe, Ricardo Bueno isolou. Mesmo faltando mais da metade do segundo tempo, o Goiás quis administrar o jogo com a bola e o Operário não mordeu na marcação.

Hat-trick de Alef Mangá! Mas, de lances perdidos...

Aos 25', Rodolfo Filemon fez ótima jogada pela direita, cruzou com perigo, mas Tadeu fez a intervenção. No lance seguinte, em contragolpe, Elvis acertou um belo passe em profundidade para Alef Manga ganhar do zagueiro, porém chutou por cima.

Novamente Alef Manga apareceu em condições de abrir vantagem no placar, mas Simão fez ótima defesa com os pés. Novamente, Manga teve oportunidade, e quando a bola passou de Simão, Fabiano tirou a bola antes que entrasse.

FICHA TÉCNICA DA PARTIDA

GOIÁS 1 x 0 OPERÁRIO

Local: Estádio da Serrinha, Goiânia-GO

Data/horário: 30 de julho de 2021, às 16h (horário de Brasília)

Árbitro: Salim Fende Chavez

Assistente 1: Fábio Rogério Baesteiro (SP)

Assistente 2: Herman Brumel Vani (SP)

Gols: Rezende (4'/2T) (1-0)

Cartões amarelos: Tibagi (Operário)

GOIÁS: Tadeu; Dieguinho, David Duarte, Reynaldo e Artur; Rezende, Miguel Figueira (Luan Dias 23'/2T), Caio e Elvis (Iago Mendonça 44'/2T); Alef Manga (Dadá Belmonte 44'/2T) e Bruno Mezenga (Nicolas 23'/2T). Técnico: Marcelo Cabo.

OPERÁRIO: Simão; Alex Silva (Rodolfo Filemon (17'/2T), Fábio Alemão, Reniê e Fabiano; Marcelo Santos, Rafael Chorão (Schumacher 35'/2T) e Leandrinho (Tibagi 35'/2T); Felipe Garcia (Thomaz 8'/2T). Rodrigo Pimpão (Rafael Oller 18'/2T) e Ricardo Bueno. Técnico: Matheus Costa.

Lance!
Publicidade
Publicidade