1 evento ao vivo

Gabriel Jesus segue os passos de Ronaldo dentro e fora de campo

Atacante do Manchester City e da seleção brasileira é sócio, fã e amigo do ex-atacante

14 ago 2020
13h40
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Gabriel Jesus consegue ter algo que muita gente sonha, além de ser jogador de futebol: ele é amigo de um ídolo. O atacante do Manchester City nunca escondeu sua admiração por Ronaldo Fenômeno e, hoje, a idolatria se tornou amizade e também sociedade. O ex-jogador do Palmeiras segue os passos de um dos maiores atacantes do futebol mundial.

Em relação a currículo e feitos dentro de campo, a diferença entre Ronaldo e Gabriel Jesus é imensa. Mas pelo menos em uma estatística, Jesus já pode superar Ronaldo neste sábado. O atacante do City tem 14 gols marcados em Liga dos Campeões. Mesmo número de Ronaldo, que conquistou grandes títulos, mas nunca foi além de uma semifinal de Champions. O curioso é que Jesus disputou apenas 22 jogos até aqui, enquanto Ronaldo fez 40. O City, de Jesus, enfrenta o Lyon, pelas quartas de final da competição.

Quando igualou a marca de seu ídolo, Gabriel Jesus fez questão de destacar sua admiração. "Eu trabalho para me tornar um grande atacante. Trabalho duro todo dia para ser igual ao Ronaldo era. As qualidades dele eram diferentes das minhas, mas eu tenho que seguir trabalhando para ser um grande atacante", disse.

Mas o que não se pode negar é o quanto o ex-jogador parece apoiar o atacante da seleção brasileira."O Gabriel nos encanta com o que ele tem feito", disse o Fenômeno, que chegou a criar polêmica durante a Copa do Mundo na Rússia. Ronaldo fez diversos comentários defendendo o atacante, muito criticado pelas más atuações e por não ter feito gol.

"Centroavante tem que fazer uma série de coisas. Tem que ter tratamento diferenciado ao centroavante. Eu não corria nem metade do que o Gabriel correu nessa Copa. Taticamente, ele deu uma força e um equilíbrio muito grandes à equipe porque sempre marcava o cabeça de área adversário e por causa disso o Neymar e o Coutinho tinham mais liberdade", disse Ronaldo.

Na época, Jesus já fazia parte da Octagon, empresa de Ronaldo. Quase dois anos depois, Gabriel Jesus se tornou sócio na empresa. "Abracei a oportunidade de me tornar sócio vendo, na minha própria rotina, o quão essencial é poder contar com todas essas linhas de serviço em um só lugar. O Ronaldo é uma das maiores referências - se não a maior - para todos os jogadores da minha geração. Não apenas pelo que fez no futebol, mas por ter trilhado caminhos positivos na trajetória financeira durante e após a carreira", relatou Gabriel Jesus em um comunicado oficial divulgado para a imprensa em maio, quando a parceria foi anunciada.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade