1 evento ao vivo

Fortaleza de Ceni bate o Gama do zagueiro Lúcio em amistoso no DF

13 jan 2018
19h02
atualizado às 19h02
  • separator
  • comentários

Juntos, Rogério Ceni e Lúcio conquistaram o pentacampeonato mundial com a Seleção Brasileira, em 2002, e também defenderam o São Paulo, em 2013. Passado tanto tempo, o ex-goleiro agora é técnico do Fortaleza, enquanto o zagueiro segue na ativa. Depois de um ano sem jogar, Lúcio reestreou pelo Gama, equipe em que atuou no início da carreira, na tarde desse sábado. E o amistoso disputado no estádio Bezerrão, no Distrito Federal, acabou com a vitória dos nordestinos por 3 a 0.

Aos 39 anos, Lúcio participou de toda a partida. Já Rogério Ceni aproveitou o teste de pré-temporada para observar seu elenco. O treinador do Leão entrou em campo com: Marcelo Boeck, Felipe, Diego Jussani, Ligger, Leonan; Anderson Uchôa, Pablo e Igor Henrique; Léo Natel, Alípio e Gustavo. Mas, na segunda etapa, trocou os onze atletas. Entraram: Matheus Inácio, Tinga, Murillo e Jussani, Bruno Melo; Sérgio, Derley, Wesley e João Henrique; Paulo Sérgio e Germán Pacheco.

No decorrer da etapa final, Ceni ainda fez mais três trocas. Andrei, Jacaré e Edinho foram a campo nas vagas de Diego Jussani, Paulo Sérgio e Germán Pacheco. Por outro lado, o time da casa jogou com o que tinha de melhor e usou apenas quatro substituições.

Nesse cenário, o primeiro tempo acabou sendo mais movimentado. O Fortaleza deteve mais a posse da bola, mas o Gama era perigoso nos contra-ataques. O primeiro gol, no entanto, acabou saindo de um erro individual grotesco. Leonan cobrou falta na área do Gama, Tarta desviou de cabeça para o alto e o goleirão Victor Brasil, completamente sozinho, ao tentar encaixar a bola, acabou soltando. Um gol difícil até de chamar de gol contra. Só restou a Victor lamentar e se explicar no intervalo.

"A bola veio com muito efeito e era para eu ter dado soco. Foi falha minha. Erro de decisão meu. Torcedor do Gama não merece estreia com uma falha dessa. Mas a gente não trabalha à toa. Vamos levantar a cabeça e dar a volta por cima", disse, ao Sportv.

Antes do intervalo, o Gama ainda tentou apagar a falha do goleiro. Fernandinho chegou perto. Depois de jogada individual, acertou uma bomba no travessão. Pouco depois, porém, Gustavo, centroavante de 23 anos que já defendeu o Corinthians, recebeu na entrada da área e bateu colocado para marcar um belo gol, o segundo do Fortaleza.

De novo o Gama não se entregou e, no minuto seguinte, aos 27, chegou a diminuir o marcador, mas Dener foi flagrado em impedimento e a jogada anulada. Aos 42, o goleiro Boeck também teve de trabalhar para manter a vantagem do Leão.

Com muitos reservas em campo e uma falta de entrosamento notória, o jogo caiu bastante no segundo tempo. Mesmo assim, Paulo Sérgio soube aproveitar a única oportunidade que teve de finalizar e anotou seu gol, o terceiro do Fortaleza na casa do Gama, e deu números finais a partida.

"Foi bom, bacana, campo muito bom para se jogar. Gramado bom, dá velocidade. Pudemos usar todos os jogadores que a gente trouxe, até os mais jovens. Gostei do que vi. Ainda há muito para corrigir, mas padrão bom, transição boa… No geral, foi bom", avaliou Rogério Ceni após o apito final. O Leão estreia oficialmente na temporada 2018 pelo Campeonato Cearense, quarta-feira, diante do Uniclinic.

"A gente sabe que tem muito a acertar, principalmente os passes errados, que foram decisivos. Mas foi um excelente teste. Ainda tem uma semana para a estreia do campeonato", comentou Lúcio, de olho no duelo de sábado que vem, contra o Bolamense, pela primeira rodada do Campeonato Brasiliense.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade