0

Flamengo não repetiu nenhuma escalação no Brasileiro

Inconstância do time pode estar associada aos seguidos desfalques

30 nov 2020
14h44
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Flamengo já disputou até agora 22 partidas pelo Brasileiro e em nenhuma delas conseguiu levar a campo o mesmo time. Isso se deu por uma série de razões, principalmente por causa de contusões, suspensões e convocações para jogos das Eliminatórias do Mundial de 2022. Isso explica, em parte, a irregularidade da equipe ao longo da temporada.

Desde a estreia na competição, em 9 de agosto, quando foi batido pelo Atlético-MG por 1 a 0 no Maracanã, até sua vitória por 3 a 1 sobre o Coritiba, na semana passada, também no Rio, a torcida flamenguista se viu diante de 22 escalações diferentes.

Rogério Ceni chegou recentemente ao Flamengo e tenta encontrar o time ideal
Rogério Ceni chegou recentemente ao Flamengo e tenta encontrar o time ideal
Foto: Fernando Roberto/UAI Foto / Estadão Conteúdo

Nesse curto período de tempo, em menos de quatro meses, quatro goleiros começaram os jogos do Brasileiro como titulares – Diego Alves, César, Gabriel Baptista e Hugo – e houve a formação de sete duplas de zaga, com Rodrigo Caio e Gustavo Henrique; RC e Léo Pereira; GH e LP; Natan e Otávio; Gabriel Noga e Natan; GH e Natan; e Thuler e LP.

A lateral-direita do Flamengo também foi um setor que sofreu grande número de modificações. Atuaram pela posição no Brasileiro até o momento os seguintes atletas: Rafinha, Rodrigo Caio, João Lucas, Matheuzinho, Renê e Isla.

Gerson é o que mais vezes atuou (18) iniciando as partidas do Rubro-Negro pela competição nacional, seguido por Willian Arão e Felipe Luís, ambos com 16, e Bruno Henrique e Everton Ribeiro, com 15.

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade